Política

STF cancela decisão que enviou para Justiça Federal ação contra Renan


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

21/01/2019 22h45

A decisão do vice-presidente Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, encaminhando à Justiça Federal do Distrito Federal uma ação popular contra uma eventual candidatura do senador Renan Calheiros (MDB-AL) à presidência do STF foi “cancelada”.

A informação do cancelamento foi dada nesta segunda-feira (21) pelo sistema de andamento processual da Corte. De acordo com o STF, houve um “lançamento indevido” na divulgação da decisão do ministro.

Segundo o UOL, depois do “equívoco”, o site oficial do STF retirou do ar a matéria escrita pela Secretaria de Comunicação, que havia divulgado na internet o teor da decisão agora “cancelada” de Fux.

A ação contra Renan foi movida por Rubens Alberto Gatti Nunes, coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL).

No pedido feito ao STF, Rubens Nunes, alega que Renan Calheiros responde no próprio STF a ao menos nove inquéritos relativos a supostos casos de corrupção, motivo pelo qual sua candidatura feriria os princípios da moralidade pública previstos na Constituição.

As candidaturas à presidência do Senado só devem ser formalizadas em 1º de fevereiro, mesmo dia em que tomam posse os senadores eleitos em outubro do ano passado.

Pelo Twitter, Renan Clheiros declarou que caberá à bancada decidir quem será candidato. “Olha, não quero ser presidente do Senado. Os alagoanos me reelegeram para ser bom senador, não presidente. Já fui várias vezes, em momentos também difíceis. A decisão caberá à bancada, e temos outros nomes.”

 



Compartilhe