Política

Família Pereira inicia migração para partido que faz oposição a Renan Filho


Fonte: Blog do Edivaldo Junior

10/02/2019 11h23

É a primeira baixa de fato – se confirmada – na base de apoio do governador Renan Filho. Nesse sábado, 9,  a prefeita de Campo Alegre, Pauline Pereira, e a primeira-dama Teotonio Vilela, Izabelle Pereira (esposa do prefeito Joãozinho Pereira) assinaram a ficha de filiação ao PP.

Pauline estava no PMB e Izabelle não era filiada a nenhuma legenda.

O que vale aqui é o gesto. E como diz um conhecido analistas, para bom entendedor uma filiação partidária basta. Imagine duas.

“Está claro que a família Pereira se afastou do governo e ficou ainda mais próxima de um grupo que faz oposição ao Palácio dos Palmares. Essa movimentação ocorre após desentendimento em torno do voto da deputada estadual Jó Pereira na eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa”, pondera o analista.

Para que não restem dúvidas, quem abonou as fichas de filiação de Pauline e Izabelle foi o deputado federal Arthur Lira e oo ex-senado Benedito de Lira, ambos do PP.

Considerado o chefe político da família, Joãozinho Pereira acompanhou a filiação, com direito a pose para fotos.

Joãozinho e Jó podem no futuro mudar de partido, mas seguem por enquanto filiados no MDB. O que também não deixa de ser um gesto.

No jargão da política, ao manter um pé na canoa do MDB, os Pereira não explodiram a ponte que pode reaproximá-los do Palácio dos Palmares.

Ascendentes na política alagoana, a família Pereira tem planos de expansão. Os movimentos não são aleatórios. O grupo tem projetos para 2020 e, claro, para 2022. Podem estar ou não no mesmo palanque do governador nas próximas eleições. Tudo vai depender da habilidade de Renan Filho, de um lado e de Joãozinho Pereira, do outro.



Compartilhe