Política

Tereza Nelma critica Governo Federal


Fonte: Tribuna Hoje

14/03/2019 15h52

O Governo Federal está sendo dominado pela ideologia da violência, apresentada como salvadora do país. Mas o resultado é a barbárie. Além do lucro das industrias armamentistas e o paraíso das milícias, pior é a morte de inocentes, em massacres planejados, como o de Suzano, ou vítimas de balas perdidas. Que sempre acham uma criança na frente”, disse a deputada federal Tereza Nelma, que retorna hoje ao Brasil, depois de representar a Câmara de Deputados na 63ª Sessão da Comissão Sobre o Estatuto da Mulher, em Nova Iorque.

Tereza lembra que foi professora, do ensino fundamental ao superior, além de psicóloga. “Professora não precisa de armas, nem de mordaça, mas de condições de liberdade e segurança para realizar a educação do bem. Sempre me dediquei à humanização, que deve ser difundida pelas escolas. Esse governo, com um ministro da Educação incompetente e admirador da violência e da militarização, está reavivando os instintos mais bárbaros, que todos pensávamos que haviam sido derrotados pela civilização”, acentua Tereza Nelma.

A deputada federal de Alagoas aponta ainda a morosidade das policias, no esclarecimento dos mandantes de crimes, como o assassinato político de Marielle Franco, no Rio de Janeiro. “O que pensar do ato de um governador que afasta das investigações o delegado que apontou supostos executores da Marielle, companheira de lutas de todos nós, e o está enviando para o exterior? Retorno hoje ao Brasil para continuar a luta pela paz, contra a violência e a banalização da posse e do porte de armas. Com as medidas desse governo o número de armas nas casas pode triplicar, abrindo também um mercado para industrias bélicas estrangeiras. A família brasileira não merece um presidente que declara publicamente que dorme sempre com uma arma ao lado do seu travesseiro. Ele deveria usar esse tempo para refletir sobre a construção de um país de paz, desenvolvimento inclusivo, e mais justo para todos”, completou Tereza Nelma.



Compartilhe