Política

Dirigentes do setor agropecuário apresentam demandas ao secretário Ronaldo Lessa


Fonte: Assessoria

15/03/2019 13h46

Dirigentes do setor produtivo rural do Estado de Alagoas participaram, na manhã desta sexta-feira, 15, da primeira reunião com o novo secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas, Ronaldo Lessa.

O encontro, realizado na sede da Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal), contou com a presença do presidente da Cooperativa Pindorama, Klécio Santos e da Asplana, Edgar Filho, além de dirigentes de demais entidades que fazem parte do segmento agropecuário alagoano e da Superintendência Federal da Agricultura em Alagoas (SFA/AL).

Na oportunidade, foram apresentadas as principais demandas de cada cadeia produtiva do segmento ao chefe da pasta da agricultura, a exemplo da problemática do abate clandestino, fortalecimento do programa de grãos e da Adeal, continuidade do Programa do Leite, incentivo a implantação de novas indústrias e o canal do sertão, entre outros temas.

“É preciso sensibilizar mais o governador quanto à sanidade animal com relação à questão dos matadouros e a manutenção da Adeal. Tenho a certeza o secretário terá a oportunidade de mostrar ao governador que não se pode mais continuar matando animas embaixo de bananeiras. Em um momento deste que vivemos de avanços, não se pode permitir mais essa situação”, frisou Álvaro Almeida, presidente da Faeal, entre outras demandas apresentadas a Lessa.

Na oportunidade, o presidente da Asplana, Edgar Filho, destacou o trabalho realizado por Ronaldo Lessa na defesa do segmento agropecuário e, em especial, do canavieiro. “Passamos por um momento de dificuldades do setor canavieiro com fechamentos de usinas. Mas, hoje, temos uma Câmara Setorial para discutir os problemas e encontrar soluções, além da questão do ICMS”, afirmou ele, convidando o secretário Ronaldo Lessa para também participar de um encontro com fornecedores de cana na Asplana.

O secretário, que na próxima semana cumpre agenda em Brasília, anotou todas as demandas apresentadas pelos representantes das entidades de classe do setor agropecuário com a finalidade de buscas soluções para os problemas apresentados.



Compartilhe