a Ao invés de investigar o Moro, estão querendo investigar o jornalista, diz Renan Calheiros | Jornal de Alagoas

Política

Ao invés de investigar o Moro, estão querendo investigar o jornalista, diz Renan Calheiros


Fonte: Blog do Edivaldo Júnior/Gazetaweb

13/07/2019 17h38

Em meio a votação da reforma da Previdência com as atenções voltadas à Câmara dos Deputados, a CCJ do Senado ouviu o jornalista Glenn Greenwald sobre as mensagens divulgadas pelo The Intercept Brasil.

O senador Renan Calheiros participou da reunião na CCJ e aproveitou para elogiar a coragem do jornalista e criticar o que chamou de inversão de valores.

“Ao invés de investigarmos o ministro Sérgio Moro e os procuradores, agora querem investigar o jornalista. Isso é um horror”, disse Renan Calheiros.

O senador do MDB-AL foi um dos parlamentares que fez perguntas ao jornalista norte-americano, Glenn Greenwald, durante a sessão, nesta quinta-feira (11), no Congresso Nacional.

O senador aproveitou para parabenizar o trabalho de Glenn e completou: “Eu fui vítima durante muito tempo de perseguição desse grupo perverso de procuradores do Ministério Público Federal (MPF).”

O jornalista editor do The Intercept foi convidado para falar ao Senado após o site divulgar, em parceria com veículos da imprensa, diálogos entre o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol, no âmbito da Operação Lava Jato.

Na avaliação do senador, as conversas comprovaram uma “Justiça paralela, a promiscuidade do juiz e do procurador e um desprezo pelos conceitos da democracia”.

Renan Calheiros saiu mais uma vez em defesa da liberdade de imprensa: “Eu sempre fui defensor da liberdade de expressão e em várias situações de ameaça à imprensa, como agora, me posiciono veementemente quanto à importância da liberdade de informação.”

O senador divulgou vídeo sobre a sessão pelo Twitter, clique aqui.



Compartilhe