a Pesquisa inédita aponta favoritos na eleição de Maceió | Jornal de Alagoas

Política

Pesquisa inédita aponta favoritos na eleição de Maceió


Fonte: Blog do Edivaldo Junior

22/09/2019 09h27

Durante a semana uma pesquisa “requentada” movimentou os bastidores políticos da capital alagoana. Os números do Paraná Pesquisa eram de março deste ano e ganharam espaço nas redes sociais e sites a partir de uma reportagem da Gazeta do Povo, portal de Curitiba, PR.

Nos últimos dois meses, no entanto, pelo menos quatro diferentes pesquisas foram rodadas em Maceió por três institutos alagoanos e um de outro Estado.

Todas ficaram na “gaveta”. Ou quase. O Blog do Edivaldo Júnior teve acesso a um levantamento do Instituto Falpe. A nova pesquisa Falpe mostra mudanças na preferência do eleitorado, embora os favoritos continuem praticamente os mesmos.

A pesquisa foi realizada na em Maceió (zona urbana) entre os dias 22 e 24 de agosto de 2019, com 1. 200 Entrevistas. A margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos e o ntervalo de confiança é de 95%

O Sistema de coleta foi entrevista domiciliar em 08 regiões (50 localidades) com peso baseado em dados oficiais de IBGE.

Na questão espontânea (se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para prefeito?), o nível de decisão do eleitor ainda é muito baixo. De acordo com o levantamento, 90,5% dos eleitores não opinara.

Entre os que opinaram, o deputado federal João Henrique Caldas (PSB) foi citado por 2,75%, seguido do procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça (sem partido), com 1,75%, do deputado estadual Davi Davino Filho (PP) e do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), cada um 1om 1,25%. Nesse cenário, o ex-prefeito Cícero Almeida é o quinto, com 0,75%.

Na questão estimulada (desses nomes citados, em quem você votaria para prefeito nas próximas eleições?) o eleitor continua muito indefinido.

Nesta questão, 8,75% não responderam e 35% dos entrevistados disseram que não votariam em nenhum dos nomes.

Neste cenário, entre os candidatos, JHC aparece em primeiro, com 17%, seguido de Davi Davino Filho com 15,5%, Ronaldo Lessa com 9,5% e Alfredo Gaspar com 8%.

Os outros nomes apresentados neste cenário foram Maurício Quintella (2,75%), Marcelo Palmeira (1,75%), Cabo Bebeto (1,25%) e Flávio Moreno (0,5%).

Reprodução


Compartilhe