a Marcial Coêlho é reconduzido como procurador-chefe do MPF em Alagoas | Jornal de Alagoas

Política

Marcial Coêlho é reconduzido como procurador-chefe do MPF em Alagoas


Fonte: Assessoria

02/10/2019 14h04

A recondução de Marcial Duarte Coêlho ao cargo de Procurador-chefe do Ministério Público Federal em Alagoas foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), de 30 de setembro. Assim como a recondução de seus substitutos, os procuradores da República Roberta Lima Barbosa Bomfim e Gino Sérvio Malta Lôbo. Todos escolhidos pelo colegiado de procuradores da Procuradoria da República em Alagoas (PR/AL).

O segundo mandato de Marcial Coêlho, Roberta Bomfim e Gino Malta Lôbo iniciou-se em 1° de outubro. Eles assumiram a gestão da Unidade, pela primeira vez, no final de 2017, quando foram escolhidos em eleição interna e nomeados pela então procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para prosseguir à frente da gestão administrativa do MPF/AL.

Eleito para o próximo biênio administrativo (2019-21), o procurador-chefe ressaltou a confiança dos demais colegas quando, por fim, restou inscrita apenas uma chapa para o processo eletivo.

 

Tão logo publicada sua recondução, Marcial Coêlho enviou Mensagem de Agradecimento a todos os membros, servidores e estagiários da Procuradoria da República em Alagoas e no Município de Arapiraca, as duas unidades administrativas do MPF no estado.

CHEFIA ADMINISTRATIVA

A chefia da procuradoria é um cargo administrativo, que não sugere e nem significa qualquer hierarquia sobre a atuação funcional dos demais procuradores, que continuam sendo independentes e autônomos em suas funções ministeriais, conforme preconiza a Constituição Federal.

Marcial Duarte Coêlho é formado pela Universidade Federal de Alagoas, no ano de 2004. Ingressou no MPF no ano de 2008, mas antes atuou como analista processual, advogado e juiz de Direito em Alagoas.

Como procurador da República passou pelos estados de Pernambuco e Bahia, e desde 2012 está em Alagoas. Inicialmente, trabalhou na Procuradoria da República no Município de Arapiraca, onde atuou em todas as áreas de atribuição do Ministério Público Federal e há cinco anos está na capital. Assim que chegou em Maceió assumiu a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), ocasião em que atuou ativamente nas eleições de 2014 e 2016.

Sua passagem pela PRE foi marcada pela obtenção da condenação de dois deputados estaduais a perda dos respectivos mandatos, bem como numa maior cobrança de moralidade e serventia das prestações de contas dos candidatos. Com o fim de seu mandato, Marcial Coêlho assumiu o 11° Ofício de Combate à Corrupção, passando a compor o Núcleo de Combate à Corrupção (NCC) do MPF em Alagoas.

O novo procurador-chefe do MPF em Alagoas é mestre em Direito, especialista em Ciências Criminais, professor de Direito Processual Penal e escritor.

PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL

Na mesma edição do DOU, também está publicada a designação da nova composição da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) em Alagoas. Conforme escolha do Colégio de Procuradores da PR/AL, Aldirla Pereira de Albuquerque é a nova Procuradora Regional Eleitoral e Raquel Teixeira Maciel Rodrigues será sua substituta na PRE/AL.

Raquel Teixeira despediu-se da titularidade da PRE na sessão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na última segunda-feira, dia 30. Aldirla Albuquerque tomará posse em solenidade durante sessão do pleno do TRE no dia 07 de outubro, às 15h.

A recondução de Marcial Duarte Coêlho ao cargo de Procurador-chefe do Ministério Público Federal em Alagoas foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), de 30 de setembro. Assim como a recondução de seus substitutos, os procuradores da República Roberta Lima Barbosa Bomfim e Gino Sérvio Malta Lôbo. Todos escolhidos pelo colegiado de procuradores da Procuradoria da República em Alagoas (PR/AL).

O segundo mandato de Marcial Coêlho, Roberta Bomfim e Gino Malta Lôbo iniciou-se em 1° de outubro. Eles assumiram a gestão da Unidade, pela primeira vez, no final de 2017, quando foram escolhidos em eleição interna e nomeados pela então procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para prosseguir à frente da gestão administrativa do MPF/AL.

Eleito para o próximo biênio administrativo (2019-21), o procurador-chefe ressaltou a confiança dos demais colegas quando, por fim, restou inscrita apenas uma chapa para o processo eletivo.

Tão logo publicada sua recondução, Marcial Coêlho enviou Mensagem de Agradecimento a todos os membros, servidores e estagiários da Procuradoria da República em Alagoas e no Município de Arapiraca, as duas unidades administrativas do MPF no estado.

CHEFIA ADMINISTRATIVA

A chefia da procuradoria é um cargo administrativo, que não sugere e nem significa qualquer hierarquia sobre a atuação funcional dos demais procuradores, que continuam sendo independentes e autônomos em suas funções ministeriais, conforme preconiza a Constituição Federal.

Marcial Duarte Coêlho é formado pela Universidade Federal de Alagoas, no ano de 2004. Ingressou no MPF no ano de 2008, mas antes atuou como analista processual, advogado e juiz de Direito em Alagoas.

Como procurador da República passou pelos estados de Pernambuco e Bahia, e desde 2012 está em Alagoas. Inicialmente, trabalhou na Procuradoria da República no Município de Arapiraca, onde atuou em todas as áreas de atribuição do Ministério Público Federal e há cinco anos está na capital. Assim que chegou em Maceió assumiu a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), ocasião em que atuou ativamente nas eleições de 2014 e 2016.

Sua passagem pela PRE foi marcada pela obtenção da condenação de dois deputados estaduais a perda dos respectivos mandatos, bem como numa maior cobrança de moralidade e serventia das prestações de contas dos candidatos. Com o fim de seu mandato, Marcial Coêlho assumiu o 11° Ofício de Combate à Corrupção, passando a compor o Núcleo de Combate à Corrupção (NCC) do MPF em Alagoas.

O novo procurador-chefe do MPF em Alagoas é mestre em Direito, especialista em Ciências Criminais, professor de Direito Processual Penal e escritor.

PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL

Na mesma edição do DOU, também está publicada a designação da nova composição da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) em Alagoas. Conforme escolha do Colégio de Procuradores da PR/AL, Aldirla Pereira de Albuquerque é a nova Procuradora Regional Eleitoral e Raquel Teixeira Maciel Rodrigues será sua substituta na PRE/AL.

Raquel Teixeira despediu-se da titularidade da PRE na sessão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na última segunda-feira, dia 30. Aldirla Albuquerque tomará posse em solenidade durante sessão do pleno do TRE no dia 07 de outubro, às 15h. 



Compartilhe