a Nova Procuradora Regional Eleitoral em Alagoas é empossada | Jornal de Alagoas

Política

Nova Procuradora Regional Eleitoral em Alagoas é empossada


Fonte: Tribuna Hoje

08/10/2019 11h03

Em sessão ordinária do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) nesta segunda-feira (7), a procuradora da República assumiu Aldirla Pereira de Albuquerque assumiu a titularidade da Procuradoria Regional Eleitoral em Alagoas (PRE/AL). Ela terá como substituta a procuradora Raquel Teixeira Maciel Rodrigues que até então era a titular do cargo.

As duas permanecerão à frente do Ministério Público Eleitoral em Alagoas pelo período de dois anos. As novas atribuições das procuradoras foram designadas pelo procurador-geral da República Augusto Aras.

Representando o TRE, o desembargador Orlando Rocha Filho lembrou que a nova procuradora em diversas ocasiões já havia atuado como titular do cargo, além de destacar que a Corte tem o Ministério Público Federal como sustentáculo.

“Receba de todos nós um forte abraço. Estamos felizes com a sua chegada a essa Casa. Temos certeza que fará um grande trabalho, principalmente na esteira daquilo que os antecessores já realizaram. Que sua trajetória seja profícua”.

Presente na solenidade, o advogado Marcelo Brabo Magalhães, em nome do Instituto de Direito Eleitoral de Alagoas (IDEA) também fez destaques ao nome da nova procuradora.

Empossada, Aldirla Albuquerque, destacou o trabalho realizado pelo sua antecessora a procuradora Raquel Teixeira, como também fez questão de mencionar sua paixão pelo Ministério Público e agradecer aos pais por todo o aprendizado. Após a solenidade ela conversou com a reportagem da Tribuna Independente e falou da expectativa e dos desafios de assumir o cargo de procuradora Regional Eleitoral em Alagoas.

“As expectativas são grandes e a responsabilidade maior ainda. Porque a função de procurador regional eleitoral é uma função muito importante para a democracia e a intenção é dá o melhor de mim e promover um trabalho sério, um trabalho firme na busca de eleições rígidas” explicou Aldirla Albuquerque, ressaltando ainda que sobre o combate as fake news, a procuradoria continuará o trabalho que já vinha sendo desenvolvido.

“Um trabalho obviamente combatente. Porque mentira não pode prevalecer então para termos uma democracia temos que ter uma democracia com base na verdade e eleições rígidas e sérias”.

Aldirla Albuquerque é natural de Aracaju (SE) e ingressou na carreira do Ministério Público Federal em fevereiro de 2013, como procuradora da República. Sua primeira atuação ocorreu na Procuradoria da República no município de Araguaína, em Tocantins, até junho de 2014, quando foi removida para a PRM-Arapiraca.

Antes de ser Procuradora da República, Aldirla Albuquerque foi promotora de Justiça do Estado do Tocantins, durante cinco anos, entre 2008 e 2013. Na ocasião exerceu a função de promotora eleitoral, participando da fiscalização das eleições de 2008 e 2012. (C.V.C. com informações do MPF)



Compartilhe