a Renan Filho promove novas mudanças no primeiro escalão | Jornal de Alagoas

Política

Renan Filho promove novas mudanças no primeiro escalão


Fonte: Blog do Edivaldo

21/10/2019 10h00

Uma mini reforma administrativa está a caminho no governo de Alagoas. E não deve demorar mais do que alguns dias.

O governador Renan Filho (MDB) deve trocar o comando de ao menos duas Pastas entre o final deste mês e o início de novembro.

É uma troca complexa, que envolve dois deputados federais e setores importantes da economia.

O deputado federal Marx Beltrão (PSD) foi quem indicou o atual secretário de Assistência e Desenvolvimento Social. A Seades deve sair da “cota do PSD” e passará para a cota pessoal do governador Renan Filho.

O ‘ajuste’ foi definido numa conversa entre os dois.

Na atual composição todas as secretarias estão distribuídas na cota do pessoal governador (aí entram pastas como Fazenda, Segurança, Saúde, Planejamento, Gabinete Civil e Educação) ou na cota política dos deputados federais e seus partidos.

Trabalho e Emprego na cota do PTB, Mulher e Direitos Humanos na cota do PT, Infraestrutura na cota do PR. Outras pastas estão em cotas diversas como Ciência e Tecnologia com parte do PRTB e Meio Ambiente e Recursos Hídricos com a família Pereira.

‘Tecnicamente’ a agricultura estaria na cota do deputado federal Isnaldo Bulhões – único dos parlamentares federais que dão sustentação ao governo que não havia indicado ninguém.

Com a saída do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) da Agricultura, o governador Renan Filho nomeou Silvio Bulhões interinamente para a Pasta. Técnico experiente, ele conseguiu pacificar rapidamente a Seagri e normalizou seus principais programas e sua efetivação passou a ser defendida pelo setor produtivo e vários políticos.

Agora, menos de quatro meses à frente da Pasta, Bulhões deve ser remanejado para outra função ou órgão.

Isso porque a Seagri deve ir para a cota do PSD de Marx Beltrão. Pelo menos é o que o deputado e o governador definiram como maior possibilidade. Tanto que vários formadores de opinião do setor produtivo tem sido sondado pelo parlamentar, que deve apresentar um ou mais nomes ao governador nos próximos dias.

Marx Beltrão confirma as sondagens, mas diz que ainda não definiu nenhum nome. Não ficou claro se o deputado receberá a Seagri de porteira fechada ou se persistirá o atual modelo, com órgãos vinculados (Iteral, Ideral, Emater e Adeal) fatiados entre aliados e cota pessoal do governador.

Não há pressa para a ‘mudança’, mas ela deve ocorrer logo.  Nessa nova configuração, Isnaldo Bulhões continuará sendo o único federal da base sem Pasta no governo de RF. O ‘combinado’ é que como parlamentar do MDB ele teria ‘todo o governo’, sem necessidade de uma pasta específica.

Quem vai para a Seades? O perfil é de um técnico da confiança pessoal do governador, podendo ser inclusive alguém com passagem pela Pasta.

Isso porque o governador pretender colocar sua marca pessoal num importante programa em gestão – a transformação das cestas nutricionais num cartão tipo bolsa família.  Mas essa é outra história.

Dança das cadeiras

Confirmadas as mudanças, a Seagri terá o quarto secretário em menos de um ano de governo. Já Seades vai a caminho do seu terceiro titular.



Compartilhe