a Davi Davino: Estamos vivendo desigualdade social histórica | Jornal de Alagoas

Política

Davi Davino: Estamos vivendo desigualdade social histórica


Fonte: Assessoria

27/11/2019 15h58

A desigualdade social no Brasil aumentou em 2018, aponta o estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado em outubro deste ano. Segundo dados apresentados, a concentração de renda das pessoas mais ricas no país foi 34 vezes superior ao rendimento da população mais pobre. O tema foi um dos abordados pelo deputado estadual Davi Davino, em entrevista ao programa Bom Dia Maceió, na rádio Aleluia, no sábado (23).
 

O parlamentar explicou que políticas públicas voltadas para o fomento à renda, educação e saúde devem ser pautadas em todas as esferas de governo, desde o municipal até o federal. "Quando somamos todas as ações que o município, o estado e o governo federal fazem na sociedade ajudamos a transformá-la. Essas políticas públicas voltadas para a geração de emprego, de educação e, principalmente, para a saúde, ajudam a dar mais oportunidade para as pessoas. É um desafio para a nossa sociedade e, por isso, precisamos realizar um trabalho voltado para essas áreas", destacou Davino.

Em Alagoas, de acordo com a pesquisa de Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) do IBGE, a população desocupada no estado é estimada em 186 mil pessoas, no terceiro trimestre de 2019. De acordo com o deputado, quando se investe em capacitação é possível sair da informalidade e preparar os trabalhadores para o mercado de trabalho.

"Quando não se investe na população, ela fica desqualificada. E quem mais sofre são as pessoas mais humildes, que dependem do poder público. Realizar políticas públicas que possam dar condições para que as pessoas entrem iu sejam reintroduzidas no mercado de trabalho é importante. Abrir mais vagas na educação infantil, para que as famílias tenham onde deixar seus filhos enquanto trabalham, dar oportunidades aos jovens no primeiro emprego, isso dá esperança à população", ressaltou.

"Estamos tendo o cuidado de sempre estar perto e escutando as pessoas. Uma das áreas mais carentes no nosso estado é a saúde, que também é uma área que atuamos bastante. Mas não só ela precisa de atenção. Sabemos o quanto a educação é importante para prevenir doenças e aumentar as oportunidades de renda, sobretudo para os mais carentes; além das áreas de mobilidade e segurança. E os gestores precisam estar preparados para avançar nessas áreas. E vou continuar colocando em pauta esses segmentos prioritários para a população", finalizou o deputado.


Compartilhe