Política

Rateio do Fundeb pode não sair antes do carnaval


Fonte: Blog do Edvaldo Júnior

15/02/2020 13h25

De um lado o governador Renan Filho (MDB) diz que o pagamento do rateio do Fundeb pode sair antes do carnaval, se houver esforço da Assembleia Legislativa de Alagoas. Do outro, dois deputados acusam o governador de ‘falácia’. Tudo pelas redes sociais.

O pagamento das sobras ou rateio do Funbed de 2019, segundo técnicos do governo, está estimado em cerca de R$ 34 milhões e vai beneficiar cerca de 12 mil professores e monitores da rede estadual de ensino. O Valor é equivalente a pouco mais de uma folha salarial.

Em ritmo normal, o pagamento do rateio não deve sair antes do final de fevereiro ou começo de março, avalia o deputado estadual Davi Maia (DEM).

“Se o governador tivesse realmente interesse em pagar aos professores teria enviado este projeto de lei em dezembro do ano passado ou no começo de janeiro, que nós teríamos feito a aprovação em sessão extraordinária. Agora ele manda o projeto esta semana, não pede sequer regime de urgência e ainda quer jogar a culpa do atraso do pagamento nas costas da Assembleia Legislativa. Isso é demais”, desabafa Maia.

Ao lado do deputado Cabo Bebeto (PSL), num stories do Instagram, Davi Maia disse que tem recebido várias mensagens dos professores sobre a votação do projeto de lei que autoriza o pagamento do rateio. “Não caiam nessa falácia. O governador deixou de dar o aumento dos salários no ano passado e agora quer fazer propaganda com o rateio”, afirmou.

“Se o governador quiser aprovar o projeto ele pode fazer isso. Ele tem ampla maioria na Assembleia Legislativa e é só pedir pra sua bancada. Todos nós estamos a favor, mas é bom lembrar que foi o governo quem atrasou o envio na lei e por isso não está certo agora o governador querer transferir a responsabilidade para o Legislativo”, reagiu Cabo Bebeto.

A votação do projeto que autoriza o pagamento do rateio do Fundeb, pode até ocorrer em regime de urgência, avalia Davi Maia.

Ainda assim o deputado acredita que dificilmente o pagamento sairá antes do carnaval: “existem alguns prazos que precisam ser cumpridos. O projeto tem que passar em várias comissões, ir a plenário e depois ser sancionado. Faremo nossa parte no menor tempo possível, mas não vamos deixar de registrar que todo o atraso é responsabilidade do governo”, pondera.

Esforço

Em mensagem no Instagram, o governador disse: “liguei (ontem) pessoalmente para o presidente da Assembleia, deputado Marcelo Victor, que garantiu esforços no sentido de aprovar rapidamente o projeto de lei. Também falei com outros deputados estaduais, e acredito que a Assembleia aprovando ainda vai dar tempo de a gente pagar todo mundo agora em fevereiro. E quem sabe, se a Assembleia aprovar no início da semana que vem o projeto de lei, a gente ainda pagar o rateio dos professores antes mesmo do carnaval."



Compartilhe