Pop & Arte

Nois Q Faiz o Rap é a atração do Teatro Deodoro é o Maior Barato desta quarta (6)


Fonte: Agência Alagoas

05/06/2018 08h54

As letras expressivas e as batidas do rap vão dar o tom de mais uma noite de apresentações do projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato. O show ‘Nois Q Faiz o Rap’, organizado pelo coletivo Nois Q Faiz, será apresentado nesta quarta-feira (6), às 19h30, no Teatro Deodoro, Centro de Maceió. O ingresso custa R$ 5,00 e está à venda na bilheteria do teatro, das 14h às 18h.

No show, MC Tribo e Verdino, acompanhados do DJ Milhouse, irão apresentar um repertório autoral, carregado de personalidade, e vão receber convidados: Jerry Loko, Karma Marginal, Quarentena Sonora, Durwall e Santiago, que também apresentam composições próprias falando sobre a realidade de quem vive na periferia de Maceió, além de assuntos como política, religião...

Os anfitriões da noite, MC Tribo e Verdino, são integrantes da Banda Favela Soul, uma das maiores expressões do rap em Alagoas. Vencedora do concurso Em Cantos do ano passado, a banda participou do Teatro Deodoro é o Maior Barato, em 2017, Abril Pró Hip Hop, em 2016, e Festival Maceió Verão, também em 2016.

"A gente se sente muito feliz em participar de mais uma edição do projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato, evento que já entrou no calendário cultural da nossa cidade e que tem importância muito grande por levar um público novo ao teatro, no nosso caso específico, o público do rap, além de abrir as portas para essa nova cara da música alagoana. A gente fica feliz também em poder representar nesse palco sagrado, que é o Teatro Deodoro, disse o MC Tribo.

Sobre o Nois Q Faiz

O Nois Q Faiz é um coletivo cultural envolvido com o hip hop e arte de rua. O grupo desenvolve há mais de cinco anos diversas atividades ligadas ao hip hop, como encontros de rimadores e promoção de shows de músicos da cena local, de maneira independente.

Entre os eventos realizados pelo coletivo está a Mostra Alagoana de Cultura Hip Hop, no aniversário de 45 anos do Teatro de Arena Sérgio Cardoso, em 2017, que lotou o espaço com uma programação composta por rap, break e batalhas de rima.



Compartilhe