Pop & Arte

Xangô Rezado Alto promove ato contra a intolerância religiosa


Fonte: Ascom FMAC

30/01/2019 16h31

Na próxima sexta (1º), as ruas do Centro de Maceió serão palco da celebração que marca a luta contra a intolerância religiosa em Alagoas, o Xangô Rezado Alto. O evento é destinado à memória do histórico e violento dia 2 de Fevereiro de 1912, também conhecido como Quebra de Xangô, quando vários templos sagrados de religiões de matriz africana de Maceió e outras cidades alagoanas foram invadidos e destruídos.

O Xangô Rezado Alto, que também faz uma reivindicação às causas afro-brasileiras,  é  realizado pela Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac).

Neste ano, o Município irá investir R$ 61 mil entre estrutura e cachês dos grupos que participarão do evento. Os 15 grupos que se apresentarão no Xangô Rezado Alto foram selecionados por meio de chamada pública, lançada no final do ano passado.

A programação da oitava edição do Xangô Rezado Alto terá início às 14h, com o grupo Orquestra de Tambores, em tablado montado na Praça Dom Pedro II. Logo após, será realizado o cortejo cultural pela Rua do Comércio, com tablados posicionados em quatro pontos, onde irão acontecer as apresentações dos grupos Taieiras Alagoanas, Baianas Ganga Zumba, Banda Afro Dendê, Coco Raízes Nordestinas, Banda Afro Zumbi, Banda Afro Afoxé.

Na finalização do cortejo, oito grupos irão se apresentar na Praça dos Martírios: Afoxé Obá Agodô, Maracatu Raízes da Tradição, Afoxé Odô Iyá, Afoxé Ofá Omim, Afoxé Ojum Omim Omorewá, Samba-de-roda K Posú Betá, Banda Afro Mandela e Companhia de Dança Aiê Orum.



Compartilhe