Pop & Arte

Festival Internacional Pequeno Cineasta abre inscrições para 8ª edição


Alana Gandra
Fonte: Agência Brasil

25/03/2019 09h00

Começam amanhã (25) as inscrições para a 8ª edição do Festival Internacional Pequeno Cineasta (FIPC), organizado por Daniela Gracindo, atriz e produtora, neta dos atores Paulo Gracindo e Lima Duarte. As inscrições se estendem até 20 de maio. O público-alvo são jovens de 8 a 17 anos.

Podem concorrer curtas nacionais e internacionais até 10 minutos de duração. A temática e gênero são livres. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no sitewww.pequenocineastafest.com.br. Não serão aceitas obras que contenham mensagens que violem os direitos humanos ou valores democráticos. O elenco não precisa, obrigatoriamente, ser formado por crianças ou jovens. Por outro lado, as obras devem refletir as opiniões e pensamentos das crianças e jovens envolvidos na criação.

Seleção

Os filmes concorrentes na bienal serão avaliados por um júri especializado, composto por crianças e jovens convidados, com experiência na realização de obras audiovisuais. Além do júri oficial, o público também elege o seu curta preferido nas competições nacional e internacional, que são divididas em duas categorias: de 8 a 12 anos (criança) e de 13 a 17 anos (jovens).

Os filmes selecionados serão exibidos no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Rio de Janeiro, com entrada franqueada ao público. A mostra competitiva está programada para o período de 2 a 20 de outubro. Em paralelo, serão desenvolvidas atividades, como oficinas e videoconferências, para crianças e professores.

No ano passado, a organização do festival desenvolveu uma plataforma virtual, em que escolas de todo o país podem participar do evento fazendo exibição dentro daquele espaço. “Aí, os alunos participam como jurados do júri popular. Isso está acontecendo no Brasil todo. Então, além de acontecer em cinema, no Rio, algumas escolas que quiserem se inscrever vão poder participar do festival remotamente, mas de forma efetiva, porque os alunos votam através da iniciativa dos professores”, contou Daniela.

A avaliação dos filmes leva em conta a visão da criança e do jovem, a linguagem cinematográfica e a criatividade. “Além disso, a gente também tem o critério de representatividade. A gente procura equilibrar o número de seleção, para trazer uma visão de todas as regiões do Brasil e do máximo de países e culturas possíveis”, disse Daniela.

Vencedores

Na última edição, em 2017, os vencedores foram Cambia Menti (Mudanças), da Itália, vencedor internacional jovem júri popular; The New Teacher (A Nova Professora), da Austrália,

Vencedor internacional criança júri popular; Panique à Bord (Pânico a Bordo), da Bélgica, vencedor internacional criança júri oficial; e Revolução dos Monstros, do Rio de Janeiro, Brasil, vencedor nacional criança júri popular.

Criado em 2010, o FIPC recebeu em suas sete edições anteriores um total de 1.184 filmes de 43 países, com público direto de mais de 46 mil pessoas.



Compartilhe