a Edital e Festival Bumba Meu Boi são lançados | Jornal de Alagoas

Pop & Arte

Edital e Festival Bumba Meu Boi são lançados


Fonte: FMAC

29/08/2019 15h00

As cores e sons dos grupos folclóricos de Alagoas tomaram conta do Estacionamento do Jaraguá nesta quinta-feira (29). O prefeito Rui Palmeira e o presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), Vinícius Palmeira, lançaram edital destinado à produção de novos figurinos para folguedos e a 27ª edição do Festival de Bumba Meu Boi de Maceió, que acontece na sexta (30) e no sábado (31). As duas ações encerram a programação comemorativa do Mês da Cultura Popular, celebrado neste mês de agosto.

O edital vai contemplar 20 folguedos tradicionais de Maceió, como o Guerreiro, Pastoril, Taieiras e Baianas, com ajudas de custo de R$ 5 mil. O objetivo da iniciativa é a renovação dos trajes destes grupos culturais e a manutenção das tradições populares. O edital ficará aberto por trinta dias e disponível para consulta no site oficial da Prefeitura de Maceió.

De acordo com o prefeito Rui Palmeira, o lançamento do edital e do festival são formas de incentivar e de permitir que as próximas gerações tenham acesso a estas manifestações culturais. “Mais um momento importante para a nossa cultura. Infelizmente temos alguns folguedos alagoanos que estão quase em extinção. A Prefeitura tem feito um grande esforço para apoiar estes grupos para que eles possam ter continuidade e as futuras gerações possam conhecer o reisado, o guerreiro e tantas outras manifestações culturais. Sabemos que os grupos dependem de bons figurinos para se apresentar e a gente espera que eles possam se apresentar ainda por muitos anos”, disse o gestor.

Dona Maura Góes tem 78 anos e vive o folclore todos os dias. Ela é mestra do grupo de baianas Mensageiras de Santa Luzia e acredita que o edital ajudará a levar os folguedos para as novas gerações. “Tenho medo do folclore acabar. Lá no grupo, temos pessoas a partir de 12 anos e o edital vai ajudar a gente a levar as ações para todas as idades. É uma forma de conquistarmos espaço e caminharmos para frente, pois o folclore não pode acabar. A cultura resgata os jovens. Eu amo o folclore. Só deixo quando eu morrer”, declarou.

O presidente da FMAC, Vinícius Palmeira, explica as ações da pasta para assegurar a perpetuação dos folguedos alagoanos. “Nós temos ações para salvaguardar os nossos folguedos e o edital de figurinos faz parte disso. Este ano nós estamos aumentando o fomento à área, pois nos preocupamos com a extinção de tradições. O edital de folguedos tem a intenção de renovar as vestimentas destes grupos que já estão desgastadas. Todos os grupos que usam um rico figurino com as cores tradicionais da nossa cultura popular”, ponderou.

O edital conta com duas parcerias. A Associação dos Folguedos Populares de Alagoas (Asfopal), que irá representar os grupos diante do edital, e a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) com a Escola Técnica de Artes (ETA), cujo curso de moda irá emprestar os seus designers para trabalhar os figurinos de grupo a grupo. Os grupos selecionados irão receber o figurino desenhado pela parceria com a ETA.

David Farias, diretor da ETA, fala sobre a ação conjunta. “Os mestres e representantes dos grupos que forem selecionados serão conduzidos pela Asfopal para trabalharem diretamente os figurinos com a Escola Técnica de Artes. Alunos formados, iniciantes e veteranos serão os desenhistas e estilistas dos figurinos, tudo isso baseado em estudos e pesquisas respeitando a tradição, pois cada cor, fita, espelho e miçanga tem seu significado. Então é um trabalho de muito respeito e que nos honra, pois a academia tem que atender ao pedido dos mestres da cultura popular. Teremos o casamento entre o erudito, que é a academia, e a cultura popular”, comentou.

Cícero de Farias, líder da Asfopal, falou sobre a importância do edital. “A Associação, durante sua trajetória, desde sua criação em 1985, tem se preocupado com nossos mestres e preservar, valorizar e incentivar a nossa cultura. Espero que o edital possa fortalecer a todos os grupos e que possa vir outros editais para favorecer a nossa cultura popular”.

Festival de Bumba Meu Boi

A 27ª edição do Festival de Bumba Meu Boi de Maceió, também lançada nesta quinta-feira (29), será realizada nesta sexta (30) e sábado (31) e contempla 20 grupos de Boi de Maceió, nove no primeiro dia e 11 no segundo dia. O festival é aberto ao público e ocorre a partir de uma parceria entre a Prefeitura de Maceió, por meio da FMAC, e a Liga de Bumba Meu Boi.

“Mais um momento importante para a nossa cultura. Desde 2013, a Prefeitura vem realizando este evento e a partir de amanhã vamos ver esse festival de cultura, de cores, de alegria, de tradição com uma arena para as apresentações e com direito a torcida e tudo”, afirmou o prefeito Rui Palmeira.

Para Zé do Boi, presidente da Liga dos Grupos de Bumba Meu Boi de Alagoas, o festival já se consolidou como um evento cultural da cidade. “Representa muita coisa boa para o seguimento cultural. Quem ganha com isso é a cidade, o turismo e a economia nas comunidades. Ganhamos áreas de concentração com tendas que os grupos solicitavam há muito tempo, temos uma área de acomodação do público muito boa e um camarote confortável para nossos convidados que são patrocinadores dos grupos. Hoje, os grupos evoluíram mais. A comunidade não perde nada ao vir assistir o festival”, finalizou.



Compartilhe