Rural

Produção de mudas frutíferas é opção econômica em Pindorama


Fonte: assessoria

06/02/2019 10h21

Com uma cadeia produtiva voltada para o beneficiamento completo de frutas, a Cooperativa Pindorama passou a incentivar a produção de mudas de plantas frutíferas visando atender a demanda dos agricultores. A indústria de alimentos da Pindorama é o destino de 90% das frutas produzidas na região. 

 

A produção de mudas, que é ensinada pelo projeto "O Amanhã", ganhou uma espécie de central de produção por iniciativa do agricultor Leandro Santos.  Num processo simples, que consiste na seleção do substrato da cana, água, terra e sementes tratadas, o agricultor produz centenas de mudas das variedades do mamão, maracujá e pimenta.

 

"As condições climáticas, a área e o solo, nos ajudam bastante na semeadura e no manejo. Montamos uma estrutura para atender às técnicas e ao padrão oficial das espécies. É uma atividade muito interessante e importante para o setor”, relatou Leandro.

 

Simples e econômico, o trabalho com a manipulação das mudas frutíferas já obteve resultado positivo. O viveiro são referência para agricultores da região sul de Alagoas e já começou a fornecer para agricultores de Maceió e Maragogi, no Litoral Norte. "Hoje nosso carro-chefe é o maracujá, que é vendido praticamente à todos os clientes. Produzimos outras fruteiras, é só encomendar", avisou o agricultor Santos. 

 

Cada muda é comercializado por R$ 0,35 centavos. Leandro recebe a encomenda, planeja a semeadura e entrega a muda pronta para o plantio em até 40 dias. As encomendas devem ser solicitadas diretamente no viveiro ou por meio do contato (82) 99129-1843.

 

Para o presidente da Cooperativa Pindorama, Klécio Santos, a produção de mudas   é opção de diversificação da atividade e renda do agricultor. "A Pindorama a todo momento vem estimulando ao associado a agregar valor em sua atividade de uma forma econômica, criativa e dinâmica. Trabalhar com essa diversificação é garantir a renda e ficar menos vulnerável aos imprevistos de uma colheita mal sucedida", relembra. 

 



Compartilhe