Rural

Investimento no Santa Gertrudis é retorno em produtividade


Fonte: Assessoria

11/03/2019 14h57

Um animal preparado para atender as variações climáticas das regiões brasileiras, sendo considerada a melhor opção para o cruzamento industrial. Esse é o resultado do plantel da Santa Gertrudis, da Fazenda Mangabeira, que estará disponível durante o II Leilão 3 Histórias, que ocorre no dia 22 de março em Aracaju/SE.

A  genética da fazenda teve origem há 40 anos, com animais trazidos dos Estados Unidos. De lá para cá, os investimentos na criação a campo permitiram que os animais pudessem ter altos índices de produtividade, sendo exportado para diversos estados do País.

“Esse é o diferencial do nosso animal. A gente foi fazendo melhoramento genético e trabalhando até que ele estivesse preparado para a pecuária brasileira e está pronto para atender o pecuarista que quer fazer o cruzamento industrial. Ele tem uma precocidade muito boa, acabamento de carcaça, rusticidade, qualidade de carne e marmoreio”, afirma Gustavo Barreto.

A raça é rústica e consegue atender criadores de todas as regiões, principalmente do Nordeste, conseguindo ter produtividade mesmo em períodos de pouca chuva. “Nossos animais são criados a pasto e já chegam prontos para atender a fazenda. Investir na Santa Gertrudis hoje é a melhor opção para cruzamento industrial. O custo de produção é menor, é uma raça precoce para reprodução e abate”, atenta Barreto.

Durante o remate, serão ofertados fêmeas e machos da raça selecionados, provados e avaliados com resultado de excelência. As matrizes serão comercializadas com prenhes positiva, para quem deseja iniciar seu próprio plantel.  O leilão acontece no dia 22 de março, em Aracaju/SE, no Parque de Exposições João Cleófas.



Compartilhe