a Vitor Wanderley deixa exemplo de liderança para o setor sucroenergético | Jornal de Alagoas

Rural

Vitor Wanderley deixa exemplo de liderança para o setor sucroenergético


Fonte: Assessoria

05/11/2019 12h44

O empresário e ex-diretor superintendente e acionista da Usina Coruripe, Vitor Montenegro Wanderley, faleceu aos 89 anos, na madrugada desta terça-feira, dia 05, em São Paulo. Filho do comendador Tércio Wanderley, Vitor Wanderley foi um dos principais responsáveis por tornar o grupo empresarial como um dos maiores do país no segmento canavieiro com um faturamento médio de R$ 2,5 bilhões e capacidade de moagem de cana de 14,4 milhões de toneladas, além de produzir 470 milhões de litros de etanol; 20 milhões de sacas de açúcar e gerar 680 mil MHW de energia.

Atualmente, o grupo conta com cinco unidades industriais, sendo a matriz localizada no município de Coruripe, em Alagoas, e as filiais em Iturama, Campo Florido, Limeira do Oeste e Carneirinho, situadas no Triângulo Mineiro, além do Terminal Rodoferroviário Fernandóplois, em São Paulo.

A morte do industrial, que era conhecido por sua gentiliza, otimismo e empreendedorismo, foi lamentada por dirigentes do setor alagoano, que destacaram a dedicação e o empenho de toda uma vida de Vitor Wanderley para o desenvolvimento do segmento canavieiro.

“Doutor Vítor Wanderley, reuniu em si, um destemido empresário, um eficaz visionário empreendedor é um ícone na gestão de negócios e pessoas, além de uma impecável personalidade moral. O setor sucroenergético de Alagoas o tem como uma grande referência e principal vetor do nosso desenvolvimento. As nossas saudades e o nosso agradecimento pelas lições concedidas. Merece e terá muita Paz. Solidariedade na dor a toda família”, destacou o presidente do Sindaçúcar-AL, Pedro Robério Nogueira.

“Nossos mais sinceros sentimentos pela perda desse grande líder do setor açucareiro. Um vizinho ao qual sempre me inspirei. Vitor Junior, Maurício e todos que fazem a Usina Coruripe recebam o meu mais sincero abraço e de todos que fazem a Cooperativa Pindorama”, declarou o presidente da Cooperativa Pindorama, Klécio Santos.

“Vai fazer muita falta para o nosso setor que precisa de grandes líderes, a exemplo de Vitor Wanderley que sempre foi uma referência neste segmento. Ele ergueu um dos maiores grupos empresariais do Brasil no segmento canavieiro, que teve sua origem aqui em Alagoas. O setor sucroenergético alagoano sente muito essa grande perda”, afirmou o presidente da Asplana, Edgar Filho.

O velório está previsto para acontecer na manhã desta quarta-feira, 06, a partir das 10h, no Cemitério Crematório Horto da Paz, em Itapecerica da Serra, em São Paulo. Às 15 horas, ocorrerá a celebração de uma missa e, em seguida, a cerimônia de cremação, às 16h.



Compartilhe