a Língua alagoana virou celebridade | Jornal de Alagoas

Turismo e Gastronomia

Língua alagoana virou celebridade


Fonte: Blog Nide Lins

18/03/2019 14h36

A língua na gastronomia é discriminada, muita gente torce a cara para ela, as vezes é preciso omitir a sua origem para ser degustada, mas estava escrito nas estrelas que ela viraria celebridade ao lado do cuscuz. E assim aconteceu nas panelas alagoanas do chef Rodrigo Aragão  para o programa É de Casa, a língua, literalmente, foi a  mais falada no sábado (16).

A carne falada e escrita  ganhouum novo papel na história . É que o chef Rodrigo tem no cardápio sanduíche de língua, que foge à receita mais tradicional, feita ao molho de tomate. E como eu não queria comer no pão, pedi a iguaria no cuscuz, ele fez, claro, amei e implorei para queesse prato fosse colocado no cardápio. O chef resistiu, mas no dia seguinte me ligou: “vou colocar no cardápio e será Língua da Nide”, logo fez sucesso, tanto, que o jornalista e apresentador Zeca Camargo comeu, gostou e assim convidou Rodrigo para preparar esse prato no programa É de Casa.

O sanduíche de língua com glacê de carne, tomate tostado, rúcula e picles de maxixe do chef Rodrigo Aragão

O quilo da língua custa em média R$ 10,00, o ingrediente simples e com bom custo beneficio, ganhou molho de carne e é lindamente escoltada pela  farofa de cuscuz, que até leva feijão verde. O bacana é saber que a cozinha alagoana, há muito tempo deixou de ser coadjuvante no cenário nacional e com identidade própria está conquistando o Mundo.

Jantar para o jornalista Zeca Camargo, além do Rodrigo teve comidinhas dos chefs Wanderson Medeiros , Thawã Calixto, Thiago Brandão e da dupla Flávia Soares e Mariana Bernades. O encontro no restaurante Da Veneto do Thiago

Preços: a partir de R$ 6,00/ Língua da Nide – R$18,00/ Aceita-se cartões

Funciona de quarta a segunda das 17h30 às 23h/ Av Antonio Gomes de Barros (antiga Amélia Rosa) 124 A/ Telefone: (82) 3377-5568

Receita da língua com cuscuz

Receita

Ingredientes – Língua Bovina

1 língua limpa (+/- 700 gramas)

150 mililitros de vinho branco seco (½ xícara de chá + 2 colheres de sopa)

200 mililitros de água

2 ramos de alecrim

Sal a gosto

1 fio de manteiga de garrafa

Modo de Preparo – Língua Bovina

Na panela de pressão, coloque a língua, o vinho branco, a água, o alecrim, sal a gosto e cozinhe em fogo baixo por 40 minutos após pegar pressão. Apague o fogo, retire a pressão, transfira a língua para uma tabua e fatie.

Coloque as fatias de língua em uma frigideira em fogo médio aquecida com manteiga de garrafa. Deixe por 3 minutos (vire na metade do tempo para dourar o outro lado), apague o fogo e sirva com o caldo de carne e o cuscuz.

Ingredientes – Caldo de Carne

700 gramas de mocotó

1 ½ xícara (chá) de cenoura com casca cortada em fatias finas e cortada ao meio (160 gramas)

½ cebola com casca fatiada (1 xícara de chá)

8 dentes de alho com casca cortados ao meio

25 gramas de talos salsão com as folhas (½ xícara de chá)

½ xícara (chá) de folhas de alho poró cortadas em tiras (40 g)

400 gramas de tomate cortado em cubos

2 litros de água

Modo de Preparo – Caldo de Carne

Em uma assadeira baixa coloque o mocotó e leve ao forno pré-aquecido a 250° C por 40 minutos ou até dourar. Retire do forno e reserve.

Em uma panela de pressão em fogo médio, coloque a cenoura e doure por 3 minutos. Acrescente a cebola, refogue por 2 minutos, junte o alho e doure por 1 minuto. Adicione o salsão, o alho poró, misture e junte o tomate. Misture e despeje a água. Coloque o mocotó assado, tampe a panela, abaixe o fogo e cozinhe por 40 minutos após pegar pressão.

Apague o fogo, retire a pressão, passe por uma peneira de inox, coloque o caldo em uma panela e reduza por 40 minutos em fogo baixo ou até engrossar. Apague o fogo e reserve.

Ingredientes – Cuscuz

150 gramas de farinha de milho flocada (1 1/3 xícara de chá)

Sal a gosto

100 mililitros de água fria

1 fio de manteiga de garrafa

½ folha de couve rasgada grosseiramente

½ pimenta de cheiro sem sementes picadinha (1 colher de chá)

50 gramas de abóbora em cubinhos (½ xícara de chá)

50 gramas de feijão verde cozido (1/3 xícara de chá)

50 gramas de queijo de coalho cortado em cubos pequenos (1/3 xícara de chá)

Cebolinha fatiada a gosto

Folhas de manjericão roxo para decorar

Modo de Preparo – Cuscuz

Em uma tigela, coloque a farinha de milho flocada, o sal, a água, misture bem e deixe hidratar por 5 minutos. Coloque a farinha de milho hidratada em uma cuscuzeira com água e leve ao fogo médio por 4 minutos após a água começar a ferver. Transfira para uma tigela, espalhe bem e deixe esfriar. Reserve.

Em uma panela em fogo médio aquecida com manteiga de garrafa, coloque a couve, a pimenta de cheiro, a abóbora, o feijão verde e refogue. Junte a farinha de milho hidratada, o queijo coalho e misture bem. Apague o fogo, salpique cebolinha a gosto e sirva com a língua bovina.

Vó Alice inspiração do chef Rodrigo Aragão da Ôxe, Comidas Nordestina



Compartilhe