Esporte

Governadora de Tóquio admite que não é possível adiar Jogos novamente


Fonte: ESPN

18/06/2020 10h30

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, admitiu nesta quarta-feira que não é possível adiar ainda mais as Olimpíada da capital do Japão, que aconteceriam neste ano, mas ficaram para 2021, devido a pandemia da COVID-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

"Para os atletas, seria muito difícil se os Jogos forem para mais adiante", admitiu a chefe do governo local, durante um debate ocorrido na véspera do início da campanha das eleições para a escolha da nova liderança da região metropolitana, em que é favorita.

Os Jogos de Tóquio deveriam começar no dia 24 de julho, mas quase três meses atrás, o Comitê Olímpico Internacional (COI), decidiu pelo adiamento em um ano. Como impacto, Koike explicou que há trabalho intenso para reduzir gastos pela realização do evento, ao mesmo tempo em que há preocupação com a pandemia.

"Há muito temas a resolver, como, por exemplo, como podemos evitar que entre mais coronavírus no Japão. Como podemos disponibilizar a Vila Olímpica, o que fazer com os espectadores", citou a governadora, na discussão entre candidatos, que foi realizada virtualmente.

Koike evitou adiar o custo gerado aos cofres públicos pela transferência da data dos Jogos, e lembrou que há estudos, por exemplo, para reduzir o valor de eventos como as Cerimônias de Abertura e Encerramento, no Estádio Nacional de Tóquio.

O candidato da oposição de esquerda, Taro Yamamoto, disse no debate que é favorável a cancelar os Jogos Olímpicos, inclusive, porque acredita não ser possível garantir a segurança dos atletas e do público, caso não haja até lá uma vacina ou medicamento apropriado para combate à Covid-19.



Compartilhe