Esporte

FAF define data para o retorno do Campeonato Alagoano, Saiba mais


Fonte: Gazetaweb

24/07/2020 18h30

A Federação Alagoana de Futebol (FAF) decidiu pela volta do Campeonato Alagoano já na próxima quarta-feira (29), após mais de quatro meses de paralisação em razão da pandemia da Covid-19. Reunião contou com representantes dos oito clubes que participam da Série A do Estadual.

Todos os jogos serão realizados sem a presença de público e nenhum time será rebaixado nesta edição do torneio.

A competição passou por algumas adaptações especialmente para a continuação desta temporada. Uma delas é que as semifinais e a final serão realizadas apenas no estádio Rei Pelé, em jogo único, a fim de não comprometer o calendário de CSA e CRB, que já iniciam a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro nos dias 7 e 8 de agosto, respectivamente.

Os confrontos da 6ª rodada da fase de grupos que ainda não aconteceram serão na próxima quarta, às 16 horas, nos estádios dos mandantes. Os jogos da 7ª rodada estão marcados para o dia 31 de julho, um sábado.

As semifinais devem acontecer no dia 3 (segunda-feira) de agosto e a decisão do Campeonato Alagoano está marcada para o dia 5, uma quarta. Os horários serão definidos pela FAF em breve. Em caso de empate nas duas fases, a decisão será nos pênaltis.

Confira as partidas da primeira fase:

6ª rodada - Quarta-feira (29), às 16 horas

Murici 2 x 2 CSE (jogo aconteceu antes da paralisação)
Jaciobá x CEO, no estádio Juca Sampaio
CRB x Coruripe, no estádio Rei Pelé
ASA x CSA, no estádio Coaracy da Mata Fonseca
7ª rodada - Sábado (31), com horário a ser definido

CSA x CRB, no estádio Rei Pelé
CSE x ASA, no estádio Juca Sampaio
Coruripe x Jaciobá, no estádio Édson Matias
CEO x Murici, no estádio Gérson Amaral

A terceira vaga para a Copa do Brasil, que seria disputada entre o ASA - campeão da Copa Alagoas - e o terceiro colocado do Estadual, será decidida posteriormente, conforme informado pela FAF.

Estiveram na reunião, representando os clubes, Rodrigo Freire (CRB), Marcelo Babarotti (CSA), Yves Leão (ASA), Geraldo Amorim (Murici), José Wilker (CEO), Lucilo Brandão (Jaciobá), José Barbosa (CSE) e Franciney Joaquim (Coruripe).



Compartilhe