Esporte

GP da Austrália pode ser adiado para conter a covid-19


Redação
Fonte: Globo Esporte

04/01/2021 10h06

O GP da Austrália, prova que abre o calendário 2021, marcada para 21 de março, pode ser adiado em função de restrições impostas antes da virada do ano para conter uma nova onda de Covid-19, de acordo com o site "RaceFans".

Seguindo os novos procedimentos impostos pelo governo, todos os profissionais da F1 e das equipes teriam de respeitar um quarentena de 14 dias ao chegar no país, além de terem de criar uma biosfera como aconteceu em Abu Dhabi, o que impõe grandes desafios financeiros e logísticos.

A decisão final deve ser anunciada nas próximas duas semanas, já que a construção do circuito de Albert Park costuma começar no final do mês de janeiro. Caso a corrida seja adiada, sua realização poderia ser empurrada para o segundo semestre, o que se mostraria novamente um desafio, já que 2021 tem o maior calendário da categoria, com 23 corridas.

Caso a etapa australiana não tenha como sediar abertura, a corrida no Barein, a segunda do calendário, marcada para o dia 28 de março, assumiria este papel.

GP da Austrália cancelado no dia do primeiro treino livre, em 2020

A decisão de suspender a primeira corrida da temporada 2020 devido à pandemia de coronavírus foi oficializada horas antes de os carros irem à pista, em conjunto com dirigentes de nove equipes (sem a McLaren), a organização da prova, a direção da categoria e oficiais da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Pesou muito para o cancelamento o fato de um integrante da McLaren ter testado positivo para o coronavírus - outros 12 funcionários do time, que tiveram contato nos últimos dias com o colega contaminado, estavam isolados, mas não apresentaram sintomas. A McLaren anunciou desistência horas antes da confirmação do cancelamento pela Fórmula 1.



Compartilhe