Geral

TJAL é o 1º entre as cortes de pequeno porte, no número de sentenças e acórdãos


Fonte: TJAL

15/07/2020 19h00

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) ocupa a primeira colocação, entre as cortes de pequeno porte, no número de sentenças e acórdãos produzidos durante o regime de teletrabalho. Foram ao todo 117.570 no período de 16 de março a 5 de julho. 

Dividindo esse quantitativo pelos 159 magistrados do estado, a média obtida foi de 739, também a maior entre os Tribunais de pequeno porte. No ranking com todos os TJs, o de Alagoas fica em segundo lugar na média de sentenças e acórdãos por magistrado, atrás apenas do Tribunal do Rio de Janeiro (779).

Para o presidente Tutmés Airan, os números mostram um trabalho sério e dedicado por parte dos integrantes do Judiciário estadual. "O Tribunal soube se reinventar. Mergulhamos muito bem na virtualidade e estamos dando mostras de que vamos sair da pandemia melhor do que entramos", avaliou o desembargador, ressaltando que a produtividade elevada enaltece o TJ de Alagoas, destacando-o no Brasil todo.

Decisões

Nas 16 semanas de teletrabalho, regime instituído por conta da pandemia do novo coronavírus, o TJ de Alagoas também se destacou no número de decisões proferidas. Foram ao todo 132.682. 

A média de decisões por magistrado foi de 834, a segunda maior entre as cortes de pequeno porte, atrás apenas do TJ de Rondônia (1.561). Na comparação entre todos os tribunais estaduais, o TJAL ocupa a sexta colocação.

A produtividade do Poder Judiciário durante o regime de teletrabalho é contabilizada, semanalmente, pelo Conselho Nacional de Justiça. 

Teletrabalho

A Presidência do TJAL e a Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) prorrogaram o teletrabalho até o dia 26 deste mês. A resolução nº 22/2020, publicada no Diário da Justiça Eletrônico do último dia 30, estabeleceu quatro etapas para o retorno gradual e sistemático das atividades presenciais no Judiciário alagoano



Compartilhe