Geral

Vazamento em farmacêutica na china infecta pessoas com bactéria


Fonte: Istoé

18/09/2020 14h40

As autoridades chineses concluíram que um vazamento de gás contaminado, em agosto do último anos, foi o responsável por infectar milhares de chineses com brucelose no noroeste do país. O anúncio foi feito na última terça-feira (15). A comissão de saúde de Lanzhou informou que o vazamento fábrica de medicamentos causou o surto da doença bacteriana. Pelo menos 3.245 pessoas contraíram brucelose.
 
A doença costuma afetar animais, mas pode ser transmitida para humanos por meio da ingestão de laticínios não pasteurizados e carne infectada, consumida crua ou mal passada, além de respirar ar contaminado pela bactéria. Entre os sintomas da doença, também conhecida como febre de Malta, estão dores de cabeça, dores musculares, febre e fadiga. Outro ponto são artrite ou inchaço em alguns órgãos, que podem se tornar crônicos.
 
Até o momento, a doença não registrou mortos na região. O governo informou que foi feita uma testagem em 21.847 pessoas dos mais de 2,9 milhões de habitantes da cidade.
 
Vazamento
 
Fabricante de vacinas contra Brucella para uso animal, a farmacêutica Zhongmu Lanzhou causou o incidente por usar desinfetantes vencidos para limpar o espaço, o que fez com que bactérias permanecessem e posteriormente expelidas nos gases de produção.
 
A empresa emitiu um pedidos oficial de desculpas em fevereiro deste ano e informou que puniu oito pessoas, identificadas como as responsáveis pelo ocorrido.



Compartilhe