Geral

Missão Dragonfly foi adiada


Fonte: Notícias ao Minuto com informações de Mundo Conectado

28/09/2020 09h30

A NASA anunciou que decidiu adiar a missão Dragonfly, que consiste no envio de um drone voador para uma lua de Saturno, Titã. De acordo com o comunicado, o lançamento do Dragonfly foi atrasado em cerca de um ano, de 2026 a 2027. De qualquer forma, essa missão não era algo esperado para o ano que vem ou até mesmo 2022, já que o envio de um drone ao espaço requer vários testes e tecnologias.

 Na mensagem onde anunciou a decisão, a agência espacial norte-americana indica que deve-se a “fatores externos à equipe do projeto Dragonfly, incluindo o impacto da Covid-19 e do orçamento da Divisão de Ciência Planetária”.

Quando anunciado pela primeira vez, o Dragonfly era esperado para ser lançado à lua Titã em 2025, mas a missão sofreu seu primeiro atraso.

Quando for finalmente lançado, o drone passará nove anos "voando" em missões relativamente regulares para coletar amostras e estudar a habitabilidade de Titã, bem como o desenvolvimento de sua química pré-biótica.

O drone Dragonfly marca a primeira vez que a NASA vai lançar um veículo com vários rotores para pesquisa científica em outro planeta. Tirando vantagem da densa atmosfera de Titã (quatro vezes mais densa que a da Terra), ele também se tornará o primeiro veículo a "voar" com toda a sua carga científica para vários locais para acesso repetido e direcionado aos materiais da superfície. Ao pesquisar dezenas de locais, o Dragonfly vai pesquisar e definir a habitabilidade do ambiente de Titã e investigará a progressão de sua química pré-biótica.

Abaixo pode ver um pequeno vídeo ilustrativo.



Compartilhe