Geral

Universitários da Unit preparam manifestação contra a faculdade


Jorge Luiz (Estagiário)
Fonte: Jornal de Alagoas / Sob supervisão

17/11/2020 15h15

Os estudantes do 9º período do curso de Odontologia do Centro Universitário Tiradentes – Unit, estão organizando uma manifestação contra o instituto que está decidido em cobrar um valor que não estava no aceite de matrícula. A manifestação ainda está em organização, mas será em frente ao centro universitário ainda esta semana.

Entenda o caso

No começo do semestre de 2020.2, um estudante que não prefere ser identificado, afirma que a Unit, submeteram aos alunos do 9º período a fazerem a matrícula mesmo sem terminar o semestre de 2020.1, comunicando que eles iam retomar as atividades, mas na matrícula, foram divididas as disciplinas práticas e teóricas, onde não iam cursar as práticas, os obrigando a se matricularem nas teóricas. Com isso, irião estudar online por consequência do isolamento social.

Em decorrência dos alunos se matricularem somente nas disciplinas práticas, já que só tinham essas matérias disponíveis, a mensalidade que era em torno de R$ 2.700,00, caiu para mais ou menos R$ 600,00. Mas eles não pediram a diminuição do valor na matrícula. Tanto é que, no termo de aceite, os estudantes aceitaram pagar seis parcelas iguais de R$ 2.700,00.

Quando as aulas voltaram de modo remoto, fizeram a reposição do período anterior sem que houvesse cobrança indevida, pois os universitários já tinham pagado o semestre. Mas no dia 11/11 foram informados que iam começar as práticas desse semestre. A instituição informou a esses estudantes que eles não tinham pagado antes essas matérias práticas que dá em torno de R$ 9.000,00 e o pagamento deveria ser feito em até três dias. Nesta terça-feira (17), eles foram avisados que somente alunos do Fies e Prouni poderiam ir para o estágio.

Com isso, o 9º período de Odontologia vem tentando uma reunião sem êxito com a reitoria ou com o financeiro para fazer um acordo. Muitos alunos não têm R$ 9.000,00 de limite em cartão de crédito para passar, além do mais, só pode ser parcelado em quatro vezes. Com isso, eles estão tentando que esse valor seja parcelado em mais vezes ou que tenha a possibilidade do parcelamento no boleto. “Porque ninguém pediu essa redução na mensalidade, a gente está pedindo um acordo. Só que eles estão irredutíveis, dizem que não, não tem como reduzir, é isso mesmo e pronto”, explica um aluno que prefere não ser identificado.



Compartilhe