Geral

Governador pode endurecer restrições em Alagoas


Redação
Fonte: Blog do Edivaldo Junior

26/03/2021 18h50

As restrições de circulação impostas pelo Estado não se mostraram suficientes para conter a força da transmissão e contágio da Covid-19 que atinge Alagoas neste momento.

As projeções apontam para um aumento significativo nas taxas de contaminação do novo coronavírus em Alagoas nos próximos dias. No ritmo atual, as restrições da fase vermelha do plano de distanciamento social controlado terão que ser ampliadas.

As projeções da pandemia no Brasil estão no portal Geocovid. A plataforma combina recursos de inteligência de dados espaciais e modelagens numéricas para monitorar e prever a dinâmica da Covid-19 no território brasileiro. O modelo de projeção do Geocovid tem três variáveis: taxa de contágio atual; sem supressão de fluxo e alta de contágio; alta supressão de fluxo e baixa taxa de contágio.

No caso de Alagoas, se tudo continuar como está (taxa de contágio atual), a projeção aponta para crescimento persistente, com pico entre final de abril e início de maio. A média diária seria de 1,5 mil casos e de 40 óbitos por dia.

Se o Estado afrouxar as medidas, a projeção "sem supressão de fluxo e alta de contágio" é estarrecedora: média de 3,7 mil casos e mais de 100 óbitos no mesmo período.

Em caso de endurecimento das regras ou “alta supressão de fluxo e baixa taxa de contágio”, a projeção é 250 casos em média e 7 óbitos por dia.

Mais restrições

O governo estadual poderá manter as atuais medidas de distanciamento social por mais 15 dias, a depender da evolução da demanda por leitos hospitalares. 

A taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 chegou  93% em Maceió e a 89% em todo o Estado, de acordo com do boletim da Secretaria de Saúde de Alagoas dessa quarta-feira (24).

Na semana passada, como resposta ao aumento de novos casos de Covid-19, a Secretaria de Saúde do Estado ampliou as UTIs SUS nas redes pública e privada. São 367 leitos de UTI exclusivos em todo o Estado. Destes, até a quarta-feira (24), 327 estavam ocupados.

O número de leitos vagos é muito pequeno para o cenário atual e podem ser ocupados em poucos dias, mantido o atual ritmo de contaminação do novo coronavírus em Alagoas.

Não há pespectiva de ampliação de leitos de UTIs para Covid-19. Assim, Alagoas poderá ter filas de pacientes a espera de um leito.

Endurecendo

Se o quadro atual – de alta ocupação (acima de 80%) das UTIs de Covid-19 – piorar, o governo de Alagoas deve renovar o atual decreto de distanciamento social controlado até a próxima semana. E tudo indica que haverá o endurecimento das medidas de restrição a circulação de pessoas e, provavelmente, fechamento de mais setores da economia. 

Um pequeno alento

Isolamento social

O índice de isolamento social  teve uma pequena melhora desde a última semana. Mantida essa tendência, Alagoas poderá passar atravessar a segunda onda da Covid-19 sem colapsar a sua rede de saúde.

 



Compartilhe