Geral

Alagoas está fora da lista de compra da Vacina Sputnik V


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas com Poder 360

06/04/2021 16h45

O governador Renan Filho voltou a afirmar que aguarda a primeira remessa da vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, de Moscou. Segundo ele, o Estado já tem os recursos provisionados para o primeiro pagamento, que só ocorrerá quando a empresa embarcar os imunizantes rumo ao estado. A aquisição da vacina desenvolvida no país europeu soma um investimento aproximado de 21 milhões de dólares para os cofres públicos, a depender da taxa de câmbio no dia, segundo o governador.

A autorização para compra da Sputinik V foi aprovada pelo Legislativo de Alagoas e as projeções do governo são de que o produto chegue ao estado ainda este mês. Entretanto, a remessa dos imunizantes depende da normatização pela  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Apesar das declarações do governador Renan Filho, a lista da Anvisa que mostra os estados que teriam manifestado a intenção de compra da Sputnik não inclui Alagoas. Na manhã desta terça (06) a Anvisa convocou os 11 estados que manifestaram interesse pela importação do imunizante, na lista de convocação aparecem: Acre, Bahia, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pernambuco, Pará, Sergipe e Rondônia.  Alagoas ficou de fora.

A Sputnik V ainda precisa de autorização da Agência para ser utilizada no Brasil. O último pedido de uso emergencial dessa vacina, protocolado no dia 27 de março pela farmacêutica União Química, teve o prazo de análise suspenso porque a agência não encontrou “documentos necessários”. Agora, a Anvisa quer que os governadores colaborem para que os dados técnicos pendentes sejam enviados.

Durante a reunião, o órgão quer explicar as dificuldades que vem enfrentando no processo de autorização para o uso emergencial do imunizante. A reunião deve acontecer nesta terça-feira (6), dependendo da disponibilidade dos governadores. 

 

 



Compartilhe