Municípios

Samu AL atende mais de 4.300 ocorrências em seis meses de pandemia


Fonte: Agência Alagoas

10/09/2020 19h30

Alagoas está perto de completar seis meses do primeiro caso registrado de Covid-19 no Estado. Nesse período, os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fizeram 4.357 ocorrências de pacientes suspeitos ou confirmados pela infecção do novo coronavírus.

Nesses quase 180 dias de pandemia, o mês em que os profissionais foram mais acionados para os atendimentos primários e para as transferências interhospitalares foi em junho, com 1.315 atendimentos, sendo mais de 40 ocorrências por dia.

De acordo com Josileide Costa, supervisora geral do Samu Alagoas, as duas centrais de regulação, localizadas em Maceió e Arapiraca, precisaram reorganizar as suas estruturas, tanto com as equipes quanto com adaptações nas viaturas.

“Esses seis meses foram de muita luta contra esse vírus, e durante todo esse período nossos socorristas se mostraram verdadeiros guerreiros no combate à Covid-19. O Governo de Alagoas, por meio da Sesau, garantiu desde o início todos os Equipamentos de Proteção Individual e os insumos necessários para o atendimento a esses pacientes. Todos os nossos socorristas utilizaram os EPIs adequados e fizemos capacitações com foco na paramentação e desparamentação desse material, para evitar a contaminação durante o período de trabalho”, destacou a supervisora.

A partir do mês de junho a quantidade de ocorrência diminuiu, e entre os meses de julho e agosto houve uma redução de 27,29% nos atendimentos. Em julho foram registrados 861 casos, e em agosto 626, uma diferença de 235 ocorrências.

EPIs – Mesmo com a diminuição dos casos de Covid-19 em Alagoas, médicos reguladores e socorristas do Samu continuam atentos aos sinais e sintomas relacionados ao coronavírus na população e para essas ocorrências todos saem com os EPIs necessários para realizar o atendimento.

Os equipamentos utilizados pelas equipes são: macacão ou avental impermeável, touca, luvas, protetores de botas, óculos, máscara cirúrgica ou máscara N95 e protetor facial.



Compartilhe