Negócios

Fecomércio fala sobre a economia de Maceió na fase amarela


Fonte: Site do Fecomércio

30/07/2020 17h39

Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL), a prorrogação do atual decreto, onde Maceió permanecerá por mais 15 dias na fase amarela do Plano do Distanciamento Social Controlado, retarda a retomada da economia, pois a expectativa era que o estado continuasse em avanço.

“Mesmo sendo importante esse avanço com a reabertura no interior do Estado, não vemos como positiva a manutenção de Maceió na Fase Amarela. Como praticamente 50% das empresas alagoanas estão situadas na capital, manter as restrições atuais acaba atrasando a recuperação da economia. E economia parada se reflete em desemprego”, defende Gilton Lima, presidente da Federação.

Desde o início, a Fecomércio vem se posicionando a favor da reabertura do Comércio integrando. Com o anúncio de ontem, a entidade acredita que haverá um consequente impacto econômico, já que parte do comércio e os transportes intermunicipais voltam a funcionar no interior, ainda que 50% da frota, e em Maceió, as academias reabrem. Ainda sim, este impacto não será suficiente para as empresas se reestruturarem.



Compartilhe