Negócios

Projeto vai plantar 100 mudas da Mata Atlântica pela capital alagoana


Fonte: Assessoria

01/09/2020 18h00

O Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL) retoma o Projeto Maceió + Verde, voltado para o plantio de mudas de árvores em espaços públicos da capital. A primeira ação será na quinta-feira (03), às 15h, no Alto de Ipioca, em uma praça utilizado pela comunidade para atividades de lazer.

O projeto está diretamente ligado aos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Ambiental da Unit/AL para destacar a importância da arborização urbana para o meio ambiente e, diante da pandemia que o mundo enfrenta, como a presença de plantas pode influenciar positivamente na saúde mental das pessoas.

Para realizar o plantio nesta quinta, serão tomados todos os cuidados com as normas de biossegurança, como uso de máscara, álcool gel, distanciamento social e limitação de participantes. A cada semana, cinco alunos irão plantar 10 a 20 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica em cada localidade, para contribuir com a preservação deste bioma. As mudas são doadas pelo Parque Municipal de Maceió, através de parceria firmada com a prefeitura.

A cada semana, o plantio segue com um grupo de alunos diferentes em novo espaço. As próximas comunidades que deverão receber o Projeto Maceió+Verde serão: Guaxuma do Alto, Guaxuma de Baixo, Santo Onofre, Grota do Arroz e São Rafael. O objetivo dos participantes é fazer um plantio de mudas todas as quintas-feiras e, ao final da etapa, ter plantado cerca de 100 mudas de árvores.

Segundo Victor Carnaúba, coordenador de Extensão da Unit/AL, ações que promovem a arborização do ambiente urbano despertam para a consciência do desenvolvimento sustentável e preservação da natureza, trazendo ganhos para os animais que vivem nessas áreas e proporcionando qualidade de vida aos moradores.

Criação do projeto

O Maceió + Verde foi criado em agosto de 2019, idealizado pela Coordenação de Extensão da Unit/AL. O projeto já plantou mais de 200 mudas em vários locais públicos da cidade e promoveu adoção de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica.



Compartilhe