Negócios

Em AL, cinco cartórios arrecadam R$ 33 milhões em 2021


Redação
Fonte: Novo Extra

12/02/2021 18h47

Em plena pandemia, os cartórios de Alagoas conseguiram acumular valores milionários, isso apenas no segundo semestre do ano passado. No total, as serventias judiciais do estado - providos e vagos - acumularam receita de R$ 49.495.879,77. No balanço anual, o valor salta para R$ 82.713.896,10. Desse valor total, o montante de R$ 33.372.133,10 está concentrados em apenas cinco das 240 unidades estaduais, sendo 207 vagos, que aguardam a realização de concurso público para preenchimento da titularidade; e 33 providos, que já possuem titulares.

Em primeiro lugar no ranking dos mais lucrativos aparece o 1º Cartório de Registro de Imóveis e Hipotecas de Maceió, que tem como responsável Stélio Darci Cerqueira de Albuquerque, pai do deputado federal Sérgio Toledo (PL). No último semestre arrecadou R$ 7.179.216,67. Já quando o balanço é anual, a quantia vai para R$ 11.971.643,94. Em segundo lugar está o Alagoas Serviços do 1º Ofício de Registro de Imóveis, localizado em Arapiraca, com arrecadação, nos últimos seis meses de 2020, de R$ 5.898.679,13. Caso considerado o ano todo, a serventia que está sob responsabilidade de Cyra Ribeiro faturou R$ 10.027.948,60.

O terceiro do levantamento também está localizado em Maceió: Alagoas Cartório do 6º Ofício, de José Roberto Martins Barbosa, com o rendimento no último semestre de R$ 3.465.749,00. Se considerado todo o ano de 2020, o valor pula para: R$ 3.622.988,96. Diferentemente dos dois primeiros colocados, no primeiro semestre do ano passado, o cartório teve um ganho de R$ 157.239,96, o que contrasta drasticamente se comparado ao primeiro semestre de 2019, quando arrecadou R$ 1.485.707,83.

Os números estão abertos ao público no site do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na seção Justiça Aberta. Os valores apresentados são fornecidos pelas próprias serventias no sistema do CNJ, constituindo a receita bruta do período, ou seja, produto entre a quantidade de atos praticados e o valor de cada ato.



Compartilhe