Polícia

Operação Flashback II prende suposto líder do PCC


Fonte: Ascom MPAL

01/08/2020 15h20

Num desfecho da Operação Flashback, nesta sexta-feira (31), em Ponta Porã (MS), após investigações partidas do Gaeco, do Ministério Público do Estado de Alagoas, com  o suporte das equipes de inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP/AL) e da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), do Ministério da Justiça,  um dos maiores lideres da nova composição do PCC, conhecido como "Anjo da Morte", foi preso com um fuzil 566, duas pistolas 9mm e muita droga.

"Ele tinha a função de 'missionário', aquele que recebe a missão de executar quem recebe a pena pelo tribunal do crime. Geralmente não interage  mas tem perfil de executor violento. Podemos afirmar que prendemos uma das maiores vozes da facção, de  fala forte no tribunal", afirma um dos investigadores.

"Anjo da Morte' foi preso pelo Batalhão de Operações Especiais(Bope), do Mato Grosso do Sul.

A Operação Flashback, coordenada pelo GNCOC, foi desencadeada na terça-feira (28), em Alagoas e mais 10 estados, para cumprir 212 mandados de busca, apreensão e prisão, contra a Facção Primeiro Comando da Capital (PCC). Destes, 101 em Alagoas.

Em Alagoas participaram da operação as polícias Federal, Militar, Civil e o Grupamento Aéreo. Ao todo, contabilizando a presença das forças policiais dos 11 estados, cerca de mil homens e mulheres foram envolvidos.



Compartilhe