Política

Kleber Malaquias pode ter sido morto por causa das denúncias que fez contra autoridades


Fonte: Gazetaweb

24/07/2020 18h45

A Polícia Civil avança nas investigações sobre o assassinato do empresário Kleber Malaquias, ocorrido há quase dez dias, em um bar de Rio Largo. Dez pessoas já foram ouvidas no inquérito policial, que até agora aponta para um crime relacionado às denúncias que a vítima fazia sobre autoridades políticas e do judiciário alagoano. 

Sobre a linha de investigação, o delegado Lucimério Campos fala que "consideramos que esteja relacionada às diversas denúncias que ele fazia. Ele fazia denúncias contra autoridades", afirma Campos, que preside o inquérito policial, que conta com a cooperação técnica da Polícia Federal.  Devido à complexidade do caso, que pode ter sido de pistolagem, as investigações devem ser prorrogadas. 

Conhecido pelas denúncias que fazia nas redes sociais contra políticos e gestores, Kleber dizia que era um homem marcado para morrer. Foi assassinado quando comemorava o seu aniversário em bar de Rio Largo.

Em entrevista à Gazetaweb pouco dias após o assassinato, o líder comunitário de Rio Largo, Alex Fernandes, disse que não consegue pensar em outra possibilidade, a não ser em um crime praticado com conotação política. Amigo pessoal de Kleber Malaquias, ele acredita que a atuação combativa contra os desmandos no município foi o fator responsável pela morte do empresário. 

Testemunhas contaram à polícia que o assassino estava no mesmo bar que Kleber e aproveitou o momento em que o empresário foi ao banheiro para matá-lo. Após os disparos, o homem deixou o estabelecimento em um veículo.



Compartilhe