Política

Apoio de Bebeto a JHC não repercute bem entre direita de AL


Fonte: Blog do Edivaldo Jr

04/08/2020 15h50

Segundo publicação feita no blog do jornalista Edivaldo Jr, apoio do deputado estadual Cabo Bebeto ao pré-candidato do PSB à prefeitura de Maceió não teve boa repercussão entre os bolsonaristas alagoanos.

Filiado ao partido que leva Socialismo no seu nome, JHC também tem foi acusado por bolsonaristas de votar contra o governo Bolsonaro.

De acordo com mensagem que está circulando na internet, Cabo Bebeto representava a direita de Alagoas e ao se juntar e apoiar um candidato a prefeito de Maceió de esquerda (PSB,), o deputado federal JHC, que tem votado constantemente contra o governo de Bolsonaro, terá uma grande rejeição por parte dessa mesma direita que o elegeu.

No Instagram, Bebeto reconhece os questionamentos: “Algumas pessoas me parabenizaram, outras me questionaram e aí decidi fazer esse vídeo para explicar a todo mudo como é que tudo se deu”, disse.

O deputado explica que antes de decidir, ouviu algumas pessoas, incluindo o filho de Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo (PSL-SP).

“Eu estive em Brasília e tive uma reunião longa há dois meses com o deputado federal Eduardo Bolsonaro, discutindo a eleição da prefeitura de Maceió. Falei de todo cenário, expliquei tudo para ele e Eduardo conversando comigo me disse ‘ó Bebeto, diante dessa situação eu votaria em JHC, além de ser amigo meu, ou seja JHC é amigo dele, ele vota em muitas pautas com a gente, lógico que existem outras pautas que o partido é contra, por ser deputado federal tem o voto de bancada, mas o JHC votam em quase tudo com a gente e eu votaria nele’” Declarou deputado.

Bebeto segue a narrativa: “então guardei a opinião do Eduardo, venho conversando com várias pessoas, conversei com outros candidatos também, conversei com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) e aí tive com o deputado JHC na quinta-feira a noite (semana passada), eu, ele, o deputado Davi maia, o delegado Fábio Costa e eu decidi naquela reunião fazer o anúncio que iria apoiá-lo. Faço isso de coração aberto e acreditando que foi a melhor escolha que eu tinha a fazer, acredito que esse grupo que está sendo criado é o grupo que pode trazer esperança para o maceioense e para o alagoano”, pondera.

Ainda segundo o jornalista, deputado admite ainda que JHC é conhecido como de esquerda: “algumas pessoas veem o JHC com um cara da esquerda, mas ele não é um cara radical”, aponta.

Bolsonarista de carteirinha, Josan Leite também é pré-candidato a prefeito de Maceió e em 2018 marchou junto com Bebeto e Flávio Moreno, todos no PSL.

Leite, que ficou em segundo lugar na disputa para o governo de Alagoas em 2018, deixou o PSL e será pré-candidato a prefeito pelo Patriota. E se depender dele, será o nome dos bolsonaristas em Maceió. “Fui candidato à governador ao lado do presidente Bolsonaro, e estou com ele mais que nunca”, avisa.

Além de Josan, que continua fechado com Bolsonaro, deputados que fazem parte da bancada de sustentação do governo federal, a exemplo de Severino Pessoa (Republicanos) e Arthur Lira (PP-AL), devem trabalhar para que Bolsonaro não suba no palanque de JHC.   Se é que o presidente irá anunciar apoio a algum candidato por aqui.



Compartilhe