Política

Perdão de dívida das igrejas: veja como bancada alagoana votou


Fonte: Cada Minuto

14/09/2020 12h15

A edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira (14) trouxe o veto parcial do presidente Jair Bolsonaro sobre a proposta que perdoa dívidas tributárias de igrejas, que estão estimadas em quase R$ 1 bilhão.  Apesar do veto, o presidente pediu para que deputados possam o derrubar durante análise. 

Essa mensagem foi enviada aos deputados por meio de suas redes sociais e se depender deles, o veto será derrubado. Na votação que ocorreu no último dia 09, na Câmara Federal foram 345 a favor da emenda (votos sim) e 125 contra (votos não), além de duas abstenções.

Entre os membros da bancada alagoana veja como cada uma votou: 

  • Arthur Lira  (PP) - Ausente 
  • Isnaldo Bulhões Jr. (MDB) - Ausente
  • JHC (PSB) - Sim 
  • Marx Beltrão (PSD) - Ausente 
  • Nivaldo Albuquerque (PTB) - Sim 
  • Paulão (PT) - Não 
  • Sergio Toledo (PL) - Sim 
  • Severino Pessoa (Republicanos) - Ausente 
  • Tereza Nelma (PSDB) - Não 

Bolsonaro seguiu parcialmente as recomendações de sua equipe econômica, que orientava pelo veto ao dispositivo.O trecho do perdão foi incluído em um projeto de lei que permite o uso de recursos economizados no pagamento de precatórios no combate à covid-19. A emenda é de autoria do deputado David Soares (DEM-SP), filho do missionário R. R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus.

No Senado, o projeto foi aprovado quase um mês depois, em 18 de agosto, sob relatoria do senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL), que apenas chancelou o texto aprovado pelos deputados.

*Com informações do Congresso em foco. 



Compartilhe