Política

Em entrevista, Renan calheiros diz que Luciano descumpriu compromisso


Fonte: Cada Minuto

25/09/2020 20h27

Segundo entrevista, logo após a reunião na qual o MDB-AL confirmou a dissolução do Diretório de Arapiraca, o senador Renan Calheiros, presidente estadual do partido, disse que além de descumprir o compromisso de permanecer como vice-governador, Luciano Barbosa, na reta final, “não atendia mais nem aos nossos telefonemas”.

“Luciano nunca quis sequer conversar. É legítimo alguns setores torcerem pela vacância do cargo. Isso é legítimo. O que é ilegítimo é Luciano concordar com isso”, falou o senador, se referindo ao cargo de vice-governador. 

Ele explicou que, com a dissolução do diretório municipal de Arapiraca foi criada uma comissão provisória e o MDB tem até este sábado, às 19h, para apresentar uma candidatura no município, sob pena de o partido não lançar nenhum candidato no pleito deste ano.

Calheiros disse que o deputado estadual Ricardo Nezinho sempre foi o candidato natural do partido, o mais competitivo e sempre demonstrou interesse na candidatura à prefeitura, cargo que disputou no pleito passado.

Afirmando não saber as razões que levaram Barbosa a agir contra as diretrizes estaduais do partido, o senador também pontuou que, até então, o MDB sempre apoiou o vice-governador. 

“Nós já o elegemos prefeito de Arapiraca, o ajudamos a se reeleger ainda, eu o indiquei para secretário-executivo do Ministério da Justiça, para o Ministério da Integração Nacional e agora como vice-governador duas vezes, e ele nunca colocou nenhum ‘senão’ na nossa relação. Não fosse o caráter e a lealdade dele não teríamos percebido o movimento dele para descumprir o compromisso, só bastaria nos pegar de surpresa”, completou.

Para Calheiros, surpresa mesmo foi o posicionamento de Ricardo Nezinho.

Dissolução

A dissolução do Diretório Municipal do MDB em Arapiraca foi aprovada por unanimidade pelo Diretório Estadual do partido. Recomendando a dissolução, o voto do relator José Wanderley foi aprovado pelos 39 membros do Diretório Estadual presentes.

Ao abrir a sessão, Renan Calheiros relatou os fatos ocorridos em Arapiraca e, em seguida, o advogado de Luciano Barbosa, Fábio Gomes, expôs os argumentos da defesa.



Compartilhe