Política

Com campanha independente, Allan Pierre foca em propostas para a parte alta de Maceió


Jaci Lira (estagiária sob supervisão)
Fonte: Redação Jornal de Alagoas

26/09/2020 15h00

Morador do Benedito Bentes desde os 4 anos, foi na adolescência que ingressou na luta comunitária, buscando melhorias para o bairro em que morava. Hoje, aos 36 anos, Allan Pierre é candidato a vereador de Maceió pelo PSC e foca em propostas de infraestrutura para a parte alta da capital alagoana. Em entrevista ao Jornal de Alagoas, o advogado falou de suas propostas e as dificuldades da sua primeira candidatura.

Diretor de Limpeza Urbana de Maceió, chefe do Gabinete do Procon Alagoas, Membro da Comissão de Defesa da Criança e do Adolescente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas. Estes são alguns cargos de liderança que Allan Pierre ocupou, dividindo espaço com a militância na comunidade onde cresceu. Após 22 anos de luta, sente-se preparado para discutir as questões que envolvem Maceió, lançando a sua primeira pré-candidatura a vereador pelo Partido Social Cristão (PSC). 

De família humilde, filho de servidora pública estadual, desde a adolescência, Allan Pierre sentia inquietação quanto às problemáticas presentes no Benedito Bentes, bairro mais populoso de Maceió. "À partir dos 14 anos, junto à lideranças do meu bairro, comecei a debater saúde, segurança, educação e esporte", lembra.

Com propostas focadas nos bairros localizados na parte alta da cidade, defende a infraestrutura social, para que famílias tenham qualidade de vida à medida em que a cidade cresce.

"Eu sou defensor da suspensão de novos conjuntos habitacionais até que o poder público, municipal e estadual, coloquem propostas que melhorem a infraestrutura, como escolas, creches, postos de saúde, áreas de lazer, esporte e cultura" afima. "Proporcionalmente, a população é muito grande, porém não percebemos a infraestrura ideal para a quantidade de habitantes. Cresce-se a parte alta, mas não se desenvolve".

Para Allan, não há outro meio de apresentar projetos viáveis para a cidade sem que esses projetos partam de pessoas que entendem os obstáculos. Sem ter parentes na política, a candidatura de Pierre surgiu da população que acompanha seu trabalho frente às dificuldades do bairro.

A campanha é realizada de maneira independente, através de apoios e doações que recebe na plataforma  apoia.org/allanpierre. "Durante esses 22 anos foi muita luta. Essa candidatura não é minha, eu não estou candidato. Eu represento uma parcela da população, dos mais diversos seguimentos, que entendeu meu nome como um nome que possa disputar e representar Maceió entre os 25 nomes que serão eleitos", afima.

Allan Pierre é advogado há 10 anos, mesmo com a profissão, não deixou de lutar pelo bairro onde vive, fundou o Instituto Beneditense Associativista (IBA) há 20 anos, se tornando uma das consolidações de sua luta comunitária. "Nosso forte é oferecer cursos profissionalizantes gratuitamente. A gente entende que é preciso dar oportunidade para a juventude, para as mulheres, mas a oportunidade tem que vir com a capacitação", afirma Pierre.

O IBA funciona de maneira independente, sem apoio de empresas e poder público, tendo beneficiado e capacitado cerca de 10 mil pessoas.

Sobre as dificuldades com a candidatura, o pré-candidato cita principalmente a compra de votos e defende a divulgação de ideias e projetos para a cidade. "O maior desafio é fazer as ideias chegarem a toda a cidade e à partir daí, ter condições, por isso a gente pede doações de pessoas físicas para desta forma, tocarmos a campanha".

Allan Pierre. Foto: redes sociais/reprodução.


Compartilhe