Política

Maceió: Candidato a prefeito vai à Justiça contra outdoor


Fonte: Blog Edivaldo Junior - Gazetaweb

15/10/2020 10h47

O jornalista Edivaldo Junior publicou em seu blog, nesta quarta-feira (14), sobre a ação que o candidato a prefeitura de Maceió, Ricardo Barbosa (PT), moveu contra algumas propagandas ‘anti-esquerda’ que estão por toda capital.

"Nenhuma iniciativa antidemocrática vai nos calar. A população não será manipulada novamente. Fascistas não passarão", escreveu Ricardo em um post na sua rede social.

Texto na integra:

Outdoors espalhados por Maceió com uma mensagem assinada por grupos ligados ao bolsonarismo em Alagoas fazem relação da esquerda com questões polêmicas a exemplo da “erotização infantil”, “ideologia de gênero” e “sexualização nas escolas”.

Os cartazes, veiculados por uma empresa de mídia externa de Maceió vem com mensagens diretas (“Esquerda nunca mais. Não vote em quem ameaça seus filhos”) , que podem prejudicar a campanha de candidatos a prefeito e vereador que disputam a eleição por partidos de esquerda.

O candidato do PT á prefeitura de Maceió, Ricardo Barbosa, foi o primeiro a reagir publicamente contra a “provocação” e entrou com uma representação na Justiça Eleitoral pedindo a imediata retirada das placas e multa para os responsáveis pela divulgação.

“Entrei hoje com uma Representação na Justiça Eleitoral para solicitar a retirada dos outdoors que promovem ataques às candidaturas e eleitores de esquerda. Nenhuma iniciativa antidemocrática vai nos calar. A população não será manipulada novamente. Fascistas não passarão.”, disse Ricardo através das redes sociais.

“Fiz isso primeiro porque sou de esquerda, defendo a esquerda e tenho orgulho de ser esquerda e acho que essas mentes que imaginaram esse tipo de provocação são as mesmas mentes que estão e estiveram por trás da eleição de um presidente da república responsável por mais de 150 mil mortes no Brasil pelo descaso em relação à pandemia, eleito com base em fakenews, um pessoal que não gosta de democracia. Deveriam ter vergonha de fazer o que fizeram”, aponta Barbosa.

Veja o que diz Ricardo Barbosa sobre a representação: Aqui.



Compartilhe