Política

Davi Filho pode acabar com polarização na eleição


Fonte: Blog Edivaldo Junior - Gazetaweb

21/10/2020 11h19

O jornalista Edivaldo júnior publicou em seu blog, nessa segunda (20), sobre a nova pesquisa do  Instituto Brasileiro de Pesquisas e Desenvolvimento Institucional (Ibrape) divulgada nessa segunda (19) que aponta o crescimento da candidato Davi Davino Filho.

"O desempenho de Davi Filho acaba, pelo menos nesta fase da campanha, com a possibilidade de “polarização” entre Alfredo e JHC, que chegou a ser apontada como tendência após a divulgação da pesquisa do Ibope", escreveu ele.

Texto na integra: 

A nova pesquisa de intenção de votos do Ibrape, divulgada nessa segunda-feira (19) aponta para um cenário diferente do registrado pelo levantamento do Ibope, divulgado no último dia 9, realizada antes do início do guia eleitoral.

O Ibrape, assim como o Ibope, mostra empate técnico, dentro da margem de erro, entre os candidatos do MDB, Alfredo Gaspar de Mendonça ( com 27%), e o candidato do PSB, João Henrique Caldas, o JHC (com 25%).

O fato novo do Ibrape é o posicionamento do candidato do PP, Davi Davino Filho, que aparece com 15%, em forte crescimento, aparentemente puxado pelo maior tempo de exposição na rádio e na TV.

O desempenho de Davi Filho acaba, pelo menos nesta fase da campanha, com a possibilidade de “polarização” entre Alfredo e JHC, que chegou a ser apontada como tendência após a divulgação da pesquisa do Ibope.

Outra tendência apontada pelo Ibope e confirmada pelo Ibrape é a “desidratação” do candidato do DC. Cícero Almeida que chegou a pontuar 15% (Data Sensus), apareceu com 10% no Ibope e com 6% no Ibrape. Os demais candidatos tiveram 1% ou não foram citados no levantamento.

Se o candidato do PP conseguir crescer mais alguns pontos, é provável que entre ‘embolado’ na disputa por uma vaga no segundo. Sim. Salvo fato novo, teremos segundo turno em Maceió. E tudo aponta para um cenário parecido com o de 2016, em que Rui Palmeira (sem partido) liderava e a a outra vaga para o segundo turno foi disputada por Cícero Almeida e JHC.

O deputado federal do PSB ficou com 21,78% na eleição passada, um percentual próximo ao que tem pontuado nesta fase da campanha. Se não conseguir ‘reagir’ pode correr o risco ficar de novo fora do segundo turno. Mas essa é outra história.

Veja a pesquisa

A pesquisa de intenção de votos do Ibrape mostra um empate técnico entre Alfredo Gaspar, com 27%, e JHC, com 25%, dentro da margem de erro. Em seguida, figura Davi Davino Filho (PP), com 15%. Os dados da pesquisa reforçam o cenário de segundo turno na disputa pela Prefeitura de Maceió.

Na quarta colocação, ainda de acordo com os números do Ibrape, está Cícero Almeida (DC), com 6%. Josan Leite (Patriota), Lenilda Luna (UP), Ricardo Barbosa (PT) e Valéria Correia (Psol) tiveram 1% cada. Cícero Filho e Corintho Campelo não pontuaram. Indecisos são 17% e brancos e nulos somam 6%. Sob o registro AL*07716/2020, a pesquisa foi realizada com duas mil pessoas, entre os dias 14 e 16 deste mês. A margem de erro é de 2,19% e o nível de confiança é de 95%.

Na espontânea, a ordem dos primeiros colocados se repete. Alfredo Gaspar de Mendonça fica com 22,7%, JHC 20,2% e Davi Davino Filho com 11,4%. Em seguida vem Cícero Almeida com 3,6%. Josan Leite, Ricardo Barbosa, Cícero Filho, Valéria Correia, Lenilda Luna e Corintho Campelo ficaram abaixo de 1%. Os que disseram que não sabem são 40%.

Rejeição

Entre os três primeiros colocados, a maior rejeição é do emedebista Alfredo Gaspar de Mendonça, com 10%, seguido por JHC, com 9%. No geral, quem lidera a rejeição é o ex-prefeito Cícero Almeida, com 34%, seguido de Cícero Filho, com 11%. Davi Davino Filho tem 7% de rejeição, Valéria 6%, Corintho Campelo e Josan Leite 5% e Lenilda Luna tem a menor rejeição com 4%.



Compartilhe