Política

Defesa de Alfredo Gaspar pede investigação à Justiça contra JHC


Fonte: Cada Minuto

27/10/2020 18h15

A campanha do candidato Alfredo Gaspar (MDB) a prefeito de Maceió entregou à Justiça Eleitoral, nesta segunda (26), a contestação de uma Ação de Investigação aberta a partir de denúncias do também candidato João Henrique Caldas (PSB). Para o advogado Luiz Guilherme Lopes, que representa a coligação de Gaspar, a iniciativa de JHC é “politiqueira e de má-fé”.

Ele alega que a ação movida por JHC contra Gaspar e seu candidato a vice, Tárcio Melo, junta supostos fatos e episódios diferentes para pedir uma punição ao adversário. O candidato do PSB acusa a chapa de Gaspar de fazer distribuição de cestas básicas – o que Luiz Guilherme rebate: “Suas narrativas [de JHC] são totalmente descontextualizadas da própria realidade dos fatos”.

Já a defesa do candidato do MDB expõe ainda as contradições da acusação, ressaltando que ele nem esteve presente no local que teria sido palco da distribuição das cestas – que afinal não aconteceu. “Quando acusa que houve distribuição de cestas básicas vinculadas a Marcelo Palmeira [vice-prefeito], não se vê dos fatos nem mesmo algo que correlacione Marcelo Palmeira aos eventos, o que dirá tentar relacionar Alfredo Gaspar e Tácio com a situação”, explica o advogado.

Na mesma peça movida por JHC contra Alfredo Gaspar, outra acusação aponta para suposto uso da prefeitura em favor da coligação do MDB, por meio do apoio de artistas. A defesa de Gaspar classifica de “risível” a denúncia. “A ação de João Henrique Caldas, ao meu ver, profissionalmente falando, foi uma medida judicial abusiva, de má-fé, que não possui nenhuma materialidade ilícita revelada”, afirma Luiz Guilherme.

Por fim, a Ação de Investigação Judicial Eleitoral tem ainda uma acusação de suposto uso indevido de meio de comunicação. “As acusações são completamente improcedentes, feitas com o único intuito de tentar desacreditar a história, o passado de Alfredo. A ação é abusiva, temerária”, rebate o advogado de Gaspar.

Diante da ação de JHC, os advogados de Alfredo Gaspar vão pedir que o adversário seja investigado por agir de má-fé. “O que João Caldas fez, juridicamente falando, foi uma denunciação caluniosa, uma gritante litigância de má-fé, e merece as devidas e fortes sanções contra ele, JHC, por esse abuso do direito de petição e pela litigância de má-fé”, acrescenta o advogado Luiz Guilherme.

 



Compartilhe