Política

Josan Leite faz críticas a hereditariedade na política alagoana


Fonte: Cada Minuto

29/10/2020 12h33

Durante entrevista concedida a TV Mar, canal 25 da NET, na manhã desta quinta-feira (29), o candidato pelo partido Patriota, Josan leite, criticou a hereditariedade na política e comentou que caso seja eleito, não vai governar com caciques. 

“A política não pode e não deve ser vista como uma capitania hereditária onde os políticos colocam seus filhos e depois seus netos. A gente tem Renan pai e Renan Filho, Davi Davino pai e Davi Davino Filho, João Caldas pai, João Caldas Filho e outros”, disse.  

Leite ainda explicou que não se pode lotear a cidade de Maceió e entregar para algumas famílias. O engenheiro civil e defensor do governo Bolsonaro defendeu também que em sua gestão, não irá ocorrer a divisão de secretarias entre possíveis aliados. 

Pesquisa de intenção de voto 

Após exibir em seu Guia Eleitoral, uma pesquisa onde aponta que o candidato teria 34%, Josan explicou que as pesquisas que estão sendo divulgadas acabam induzindo o eleitor a entender que candidato A ou B está na frente. 

“Não foi uma pesquisa, foi uma enquete, que a gente não sabe a autoria, mas o pessoal do Marketing teve acesso ao resultado dessa enquete e fez a divulgação”, finalizou. 



Compartilhe