Política

Luciano, Nen e outros candidatos podem ter votos anulados


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

15/11/2020 05h21

Os nomes dos candidatos a prefeito Luciano Barbosa, em Arapiraca e Carlos André, o Nen, em Olho d’Água das Flores, além de outros candidatos a prefeito e a vereador de Alagoas aparecem como “anulado sub judice” no aplicativo de apuração de votos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que já pode ser baixado por qualquer eleitor.

Vários candidatos tiveram o registro indeferido pela Justiça Eleitoral em Alagoas, mas ganharam o direito de ter o nome na urna e concorrer sub judice. No entanto, os votos deles serão anulados e só serão validados, posteriormente, se conseguirem ganhar recursos em instâncias superiores.

Em Alagoas, ao menos cinco candidatos a prefeito estão nesta situação e seus nomes já aparecem no aplicativo de apuração do TSE como “anulado sub judice”. Entre os candidatos que estão na condição de voto “anulado sub judice” estão o vice-governador de Alagoas, Luciano Barbosa, o prefeito de Olho d’Água das Flores, Carlos André, o Nen (PL) e os candidatos a prefeito Arnaldo Higino (PP), em Campo Grande, Zé Adelson (PTB), em Olho d’Água Grande e Dorgival Farias (PP), em Joaquim Gomes. Em Arapiraca também estão na mesma situação vários candidatos a vereador do MDB.

O termo “anulado sub judice” é usado para o candidato que teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral ou seja, quem teve o registro negado na primeira instância, recorreu e sofreu nova derrota no TRE (segunda instância). Mesmo assim o nome dele vai constar na urna.

Nova rega

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, os votos do candidato indeferidos sub judice não são contabilizados no resultado geral, o que somente mudará se ele tiver êxito no recurso.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até a eleição de 2018, a divulgação dos resultados incluía apenas os votos dados a candidatos deferidos, ainda que houvesse algum recurso pendente sobre a situação deles.

No caso de candidatos indeferidos, que ainda tinham algum recurso pendente, a votação não aparecia no resultado, ainda que fosse possível ver a votação em separado. Isso gerava dúvidas para os eleitores que haviam escolhido aquele candidato.

Durante a apuração haverá uma marcação deixando claro que os votos do candidato ainda não são considerados válidos.

Baixe o aplicativo do TSE

Qualquer cidadão pode baixar o aplicativo de apuração de votos do TSE e fazer usa consulta. Para baixar o app é só acessar este link: Resultados (iOS e Android)



Compartilhe