Política

Santoro ironiza: parece que a Prefeitura conseguiu resolver déficit de R$ 300 MI


Redação

27/02/2021 17h13

Nessa semana, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou que Estados e Municípios possam importar vacinas contras a Covid-19. Com o "passe livre", o prefeito de Maceió JHC (PSB) anunciou pelas redes sociais que já estaria em negociação com os laboratórios para aquisição dos imunizantes. 

Para a população de Maceió, um alívio. Com mais doses disponíveis, a capital não ficaria apenas refém das remessas enviadas pelo Governo Federal e avaçaria mais rápido no Plano de Imunização. Mas o secretário de Estado da Fazenda, George Santoro, lembrou que, para realizar a compra, Maceió terá um impasse. 

Ele lembrou que JHC havia anunciado um rombo de R$ 300 milhões nos cofres da Prefeitura de Maceió. Pelo Twitter, cutucou: "Muito bom! Parece que a Prefeitura de Maceió conseguiu resolver o déficit anunciado de 300 mm do início do ano. Já que gastará pelo menos R$ 100 milhões [na importação]", ironizou. 

 

 

Vacinação
Mesmo sem as negociações fechadas, Maceió recebeu uma nova remessa de imunizantes, com mais 7.200 doses da vacina Astrazeneca e 2.620 da Coronavac. A partir de segunda (1º), a vacinação contra a Covid-19 será ampliada para idosos a partir de 79 anos e profissionais de saúde da rede municipal. 

Para os idosos, a vacinação já terá início na próxima segunda-feira (1º) em quatro pontos fixos instalados na cidade: drive-thru no estacionamento do Jaraguá; Papódromo, localizado às margens da Lagoa Mundaú; e nas áreas externas dos shoppings Maceió (Mangabeiras) e Pátio (Benedito Bentes). A imunização ocorrerá das 10h às 16h. Para serem vacinados, os usuários devem apresentar um documento com foto e CPF. 



Compartilhe