Política

Prefeitos são cotados para disputar governo em 2022


Redação
Fonte: Blog do Edivaldo Júnior

07/04/2021 16h42

Dois prefeitos estão cotados para disputar o governo no grupo palaciano. O prefeito de Cacimbinhas e presidente da AMA, Hugo Wanderley (MDB) e o prefeito de Pilar, Renato Filho (PSC).

Em um vídeo que circula nas redes sociais, o prefeito de Porto de Pedras, Henrique Vilela, sugere que o atual governador, Renan Filho (MDB), lance Hugo como seu candidato.

Com a experiência acumulada à frente da AMA e relação muito próxima do governador Renan Filho e do senador Renan Calheiros, Hugo tem sido citado como opção do grupo.

O vídeo, gravado ao lado de vários outros prefeitos, em Brasília, foi feito em clima de descontração. E Hugo diz que não pensa nisso – pelo menos não no momento.

“Candidatura majoritária não é um projeto pessoal. Não é nem mesmo de um só segmento. Acredito que o governador terá que conversar com a Assembleia Legislativa, que terá um papel muito importante na eleição, além de conversar com outras forças. O nome que ele (Renan Filho) vai escolher também depende um pouco da decisão que tomará, de ficar ou não no governo até o final”, pondera Wanderley.

Já Renato Filho está disposto a ser candidato ao governo com o apoio do Palácio dos Palmares.

Depois de garantir na Justiça a posse da vice-prefeita, Ivanilda Rodrigues de Melo (PSDB), Renato se prepara para dar mais um passo em direção ao seu projeto. De acordo com o jornalista Edivaldo Júnior, a informação é que ele pode deixar o PSC para se filiar ao MDB,  mas não deve ser agora. Filho só deve mudar de partido se houver chance real de disputar o governo pelo grupo palaciano.

O prefeito de Maceió, JHC (PSB) também é um dos nomes cotados ao governo estadual, alguns interlocutores do seu grupo apostam que ele será candidato, senão no próximo ano, em 2026.

Outro nome citado é o de Luciano Barbosa (MDB), o ex-vice governador seria o candidato “natural” do grupo de Renan Filho, mas atualmente é prefeito de Arapiraca e pode continuar por lá, com projeto de reeleição

Nas últimas 5 décadas, alguns dos governadores de Alagoas, como Divaldo Suruagy, Fernando Collor, Ronaldo Lessa e Renan Filho foram prefeito antes de chegar ao governo. 

 

 



Compartilhe