Política

Estado acredita na viabilidade de criação de Polo Industrial em Maceió


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

30/04/2021 15h30

Nessa quinta-feira (29), o líder comunitário, membro do Instituto Beneditense Associativista - IBA, Allan Pierre, se reuniu com o secretário da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas, Rafael Brito, na sede da secretaria, para manter o diálogo aberto e reforçar a criação do polo industrial em áreas que pertencem as Usinas Cachoeira do Meirim e Santa Clotilde, no bairro do Benedito Bentes. 

Rafael Brito garantiu que o governo estadual acredita na viabilidade no projeto, mas, devido a pandemia do novo coronavírus, o desenvolvimento econômico do país está estancado. 

Além disso, Pierre também conversou com o secretário em busca de parcerias para a qualificação dos jovens do Benedito Bentes e sua inserção no mercado de trabalho. E se mostrou preocupado com a qualificação e reciclagem de mão de obra de trabalhadores da indústria do turismo, comércio e serviços da parte alta, em especial no Benedito Bentes. O Instituto IBA é referência no bairro há 20 anos e já qualificou milhares de pessoas. 

"Nosso grande propósito é ajudar no combate ao covid, mas precisamos olhar para o futuro e o futuro é desafiador o sociedade vindo de uma pandemia e com milhões de pessoas desempregadas. Por isso enxergamos o polo industrial como vetor de desenvolvimento econômico e o turismo como um segmento célere na retomada pelo crescimento", afirmou o líder comunitário. 

Brito informou que o Governo de Alagoas vai qualificar os funcionários do setor através da Escola do Turismo, que oferece cursos como atendimento ao público, camareira, garçom, guia de turismo, idiomas, turismo acessível, sustentabilidade, marketing, entre outros.

Projeto do Polo Industrial

Desde 2017, o IBA tem lutado para que Maceió tenho um Polo Industrial. De acordo com Allan, o atual Distrito Industrial da capital está falido. A proposta é a criação de um polo industrial em áreas que pertencem as Usinas Cachoeira do Meirim e Santa Clotilde, no bairro do Benedito Bentes, na rodovia AL-105, única área disponível para um empreendimento deste tipo na capital. O local tem acessos ao Aeroporto, ao Litoral Norte, às BRs 104 e 101, uma área de no mínimo 1 milhão de m². 

"As empresas têm deixado de se instalar em Maceió porque não tem uma área adequada e tem procurado outros municípios, como Messias Rio Largo e Murici. A nossa ideia é implantar o polo com incentivos fiscais tanto do Estado quanto do Município. Dando oportunidade de emprego e renda para os moradores do Benedito Bentes, Gracialiano Ramos e Village Campestre", explica Allan Pierre. 

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria


Compartilhe