Pop & Arte

Setembro Amarelo e o clipe 911 de Lady Gaga


Letícia Ferreira (estagiária sob supervisão)
Fonte: Redação Jornal de Alagoas

30/09/2020 10h30

O Setembro Amarelo é um importante movimento de conscientização contra o suicídio. Sua origem foi no ano de 1994, com a história de Mike Emme, que suicidou aos 17 anos. 

O garoto norte-americano tinha um Mustang 68, amarelo, restaurado e pintado por ele mesmo. Em seu funeral, seus amigos levaram uma cesta com cartões e fitas amarelas com a mensagem que dizia “se precisar, peça ajuda”. Esta singela ação viria a transformar a forma como as pessoas enxergam doenças como depressão, ansiedade, crise de pânico e, principalmente, o suicídio. 

A fita amarela tornou-se, então, um símbolo no combate ao suicídio. Em 2003 a Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu o dia 10 de setembro como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. 

Pode-se dizer que tirar a própria vida é a ponta do iceberg, o momento em que quem está de fora consegue ver o que aconteceu. Já a depressão, ansiedade e até a crise de pânico é a maior parte do iceberg, é por onde ele cresceu e tomou uma proporção tão grande. 

A cantora Lady Gaga aproveitou a importância desse mês e deste assunto, para falar da experiência dela através do clipe e da música 911. A letra foi escrita enquanto Gaga passava por um momento de queda, denominado por ela de “Buraco Negro”. 

No clipe, ela divide com seus fãs traumas que aconteceram na fase de sua vida mais conturbada, e conta como precisou persistir pra se ver de fora da situação. Na letra, ela diz “Continuo repetindo frases de ódio próprio, Já ouvi o suficiente dessas vozes”, e traz o conceito de sombra e luz, fazendo alusão aos pensamentos negativos e positivos que rodeiam o ser humano. 

A mensagem principal está no refrão da música, que diz “Meu maior inimigo sou eu, disque 911”, que traz um alerta para a autocura, o processo de olhar atentamente paras emoções, reconhecer e buscar melhorar o que for possível, para então ter a coragem de ser vulnerável e pedir ajuda. 

O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção ao suicídio 24h por dia, através do site www.cvv.org.br, ou pelo número 188.



Compartilhe