Pop & Arte

CIA El Gibbor leva encanto da dança ao 8º vídeo do Teatro Deodoro é o Maior Barato


Fonte: Ascom Diteal

28/10/2020 09h49

“A CIA El Gibbor começou em 2013, dentro da escola Ballet Selma Pimentel, no Jacintinho. Nós estamos no 8º espetáculo. A CIA é composta por 15 bailarinos, formados em ballet clássico, contemporâneo e jazz”, conta a bailarina, professora, coreógrafa e diretora, Selma Pimentel.

Ela apresenta seu trabalho no 8º vídeo do projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato Edição Especial, lançado nesta terça-feira (27/10), no canal do Teatro Deodoro no Youtube. Para acessar, basta clicar no link: Aqui.

No vídeo, a Cia El Gibbor apresenta um trecho do espetáculo Poesias Secas, que foi selecionado no edital da 21ª edição do Teatro Deodoro é o Maior Barato. Com direção artística, coreografia e figurino de Selma Pimentel, compõem o elenco os bailarinos Beatriz Millene Tenório, Daniel da Silva, Isabella Morais, Jessica Monteiro, João Paulo, Timóteo, Lohanna Almeida, Marilia Araújo, Maria Eduarda Nascimento, Mayara Melo, Ruth Duarte e Virginia Allany Mendes.

 

O espetáculo Poesias Secas seria apresentado no palco do Deodoro, em 27/05. Em virtude da pandemia, toda a programação do TDMB foi adiada para 2021 e, pelo mesmo motivo, o projeto ganhou uma versão especial online com 13 vídeos dos selecionados no edital de 2020 como uma prévia da versão presencial. O lançamento ocorre sempre às terças e quintas-feiras, às 8h, no canal do Teatro Deodoro no Youtube, de 01/10 a 12/11.

 

 “Participar pela 5ª vez do projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato é maravilhoso porque é uma grande oportunidade que a Diteal proporciona pra gente. Estar nesse palco é um sonho. Poesias Secas é um espetáculo que resgata a vida do povo nordestino, o sofrimento em busca de água, uma luta constante, a força, a fé, a alegria e a esperança”, conta Selma Pimentel.

A Cia El Gibbor esteve no Teatro Deodoro é o Maior Barato com os espetáculos Mosaico, em 2013; El Gibbor, em 2014; Ninho, em 2015; Raízes, em 2016 e 2017, Encantos, em 2018; e Mariah´s, em 2019. As apresentações da CIA no palco do Deodoro ocorrem sempre com a casa cheia e com uma sessão extra exclusiva para alunos da rede pública de ensino.  

“Sou bailarina da escola Selma Pimentel há seis anos, com a minha filha, que está estreando agora. Se você me perguntasse sete anos atrás se eu acreditaria que estaria no palco dançando com uma sapatilha de ponta, eu diria que não. Era um sonho inalcançável e o Ballet Selma Pimentel me permitiu realizar”, conta Adriana Romero.

Em sua escola, Selma Pimentel realiza um projeto com crianças carentes da comunidade do Jacintinho, dando aulas gratuitas de ballet. “O Ballet Selma Pimentel trabalha com crianças carentes e é um projeto dela (da Selma). É muito bonito ver o crescimento desses meninos, a evolução na dança e muitos integrantes são pessoas que não teriam acesso à essa arte”, concluiu Adriana Romero.



Compartilhe