Pop & Arte

Família de Tom Veiga, o Louro José, suspeita morte por envenenamento


Redação
Fonte: UOL

06/04/2021 16h15

Após vir a público o desejo de Tom Veiga (1973-2020) de tirar sua ex-mulher, Cybelle Herminio da Costa Veiga, de seu testamento, a novela sobre a herança do ator que deu vida a Louro José ganhou um novo capítulo. Familiares passaram a suspeitar de envenenamento e querem exumar seu corpo. O intérprete morreu em 1º de novembro do ano passado.

Segundo informações, foram pessoas próximas a Veiga que afirmaram o desejo da família em pedir a exumação do corpo.

O nome de Cybelle ainda está no testamento do ator, e ela recebe uma pensão de cerca de R$ 18 mil. No entanto, três dias antes de morrer, Tom teria pedido a um amigo para servir como testemunha no processo de retirá-la de seu testamento, coisa que sua família também pensa em fazer após sua morte.

Além da ex-mulher, os quatro filhos de Tom Veiga estão no testamento, sendo 50% para a ex, e 12,5% para cada um dos herdeiros naturais. Ainda de acordo com a publicação, uma ação cível está sendo movida pelos filhos de Tom para provar judicialmente a indignidade de Cybelle como herdeira. Outra ação foi aberta para que Amanda, filha mais velha de Tom, seja a inventariante. Contudo, a ex também quer cuidar do espólio do artista.

Tom e Cybelle se casaram em janeiro de 2020, em uma cerimônia íntima, mas a oficialização de fato só aconteceu em 21 de agosto. Ambos trocaram a união estável pelo casamento com divisão total de bens. Poucos dias depois, os dois se separaram.



Compartilhe