Rural

Renan pede apoio do Ministério da Economia ao setor sucroenergético


Fonte: Assessoria

11/07/2020 14h40

Diante das dificuldades enfrentadas pelo setor sucroenergético, o governador Renan Filho encaminhou ofício ao ministro da Economia, Paulo Guedes, destacando os problemas enfrentados pelo segmento canavieiro e enumerando possíveis soluções de apoio que poderão ser adotadas pelo Governo Federal. 

A primeira, de acordo com o documento, seria a atuação junto à Câmara de Comércio Exterior (Camex) para aprovação de medida da regra geral do Mercosul “com o retorno do etanol para a Tarifa Externa Comum do Mercosul, que estabelece alíquota de 20% para o produto e sem cotas isentas de tarifa”, afirmou.

Outro ponto descrito no ofício, está na isenção tributária entre o etanol doméstico e o importado, “que hoje claramente privilegia o etanol importado, o que decorreria da restrição do aproveitamento de crédito pelo distribuidor que realizar a importação do etanol”, reforçou.

De acordo com o documento, as medidas apontadas pelo governador alagoano são consideradas de maior relevância para o setor sucroenergético brasileiro, consequentemente para os Estados da região Nordeste, uma vez que permitirão uma maior competitividade desse mercado o desenvolvimento do setor na região.  

No documento, o chefe do executivo alagoano destaca do Governo do Estado aos setor sucroenergético, em razão dos fatores negativos que caem sobre o setor no momento atual. No ofício são citadas: “a queda significativa no consumo de combustíveis; redução dos preços internacionais do petróleo, agravado pelo cenário de recorrentes excedentes de etanol no mercado americano, que colherá a maior safra de milho de sua história, o que se junta ao fato do mercado de açúcar americano não ter feito na sua contrapartida de abertura, sendo um dos mercados mais protegidos do mundo”, destacou.



Compartilhe